Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Palmeiras encerra acordo com a Samsung

Palmeiras encerra acordo com a Samsung

Redação em São Paulo - SP Publicado em 01/06/2010, às 17h00

* Atualizado às 20h Em nota publicada no site oficial do clube, o Palmeiras anunciou na tarde desta terça-feira o fim do contrato de patrocínio que mantinha com a Samsung. O clube alviverde já não usará a marca em suas camisas nas duas próximas rodadas do Campeonato Brasileiro, nas quais jogará contra Flamengo e Internacional. Nesses duelos, segundo a Máquina do Esporte apurou, o logotipo da empresa será substituído pelo ?Avanti?, programa de sócio-torcedor da equipe. Depois dos dois jogos de transição, o Palmeiras deve ter a montadora Fiat na cota máster de seu uniforme. A companhia fez proposta de R$ 26 milhões para patrocinar o clube até o fim de 2011, e faltam apenas detalhes para que o acordo seja anunciado oficialmente. Além da Fiat, o Palmeiras conversa com empresas para as cotas de manga e calção ? o contrato com a Samsung dava à empresa de eletrônicos a exclusividade no uniforme. No primeiro caso, o clube tem negociação avançada com a operadora de telefonia Tim. A mudança radical na lista de patrocinadores oficiais do Palmeiras começou a ser desenhada em abril deste ano, quando a diretoria foi procurada pela Fiat. A montadora havia desembolsado R$ 8,5 milhões para patrocinar a equipe em 2008, mas deixou o clube no fim da temporada por conta de uma proposta de R$ 15 milhões da Samsung por todo o uniforme ? na época, o segundo maior aporte do futebol nacional. No ano passado, contudo, anúncios de patrocínios em clubes rivais fizeram com que o Palmeiras abandonasse a sensação de satisfação com o contrato. A equipe chegou a negociar abertamente com outras empresas, como Cosan e Unimed, para colocar as marcas em seus calções. No entanto, esbarrou na exclusividade da Samsung. A restrição sobre exploração de novas cotas, a insatisfação com valores e a proposta da Fiat levaram o Palmeiras à decisão de romper com a Samsung. Contudo, existia um problema: se o clube tivesse de pagar a multa rescisória do contrato, comprometeria parte da receita do novo aporte e diminuiria a vantagem da troca. Time e empresa, inclusive, ainda não chegaram a um acordo sobre o tema, que atualmente tramita na Justiça. Procurada pela equipe da Máquina do Esporte, a Samsung emitiu nota oficial sobre o caso e reafirmou que o rompimento foi uma decisão unilateral do Palmeiras. Confira abaixo a íntegra do texto enviado pela patrocinadora: "Com relação à nota divulgada no website oficial da Sociedade Esportiva Palmeiras, a Samsung esclarece que: - Por decisão unilateral da entidade foi anunciado o encerramento da parceria firmada em janeiro de 2009, assim como a determinação de que nas próximas partidas o time de futebol se apresentará com o uniforme sem logomarca de patrocínio."