Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Palmeiras x Corinthians dá força à audiência de sábado

Clássico teve Ibope alto mesmo em data fora do comum

Duda Lopes - São Paulo (SP) Publicado em 27/10/2014, às 17h03

Imagem Palmeiras x Corinthians dá força à audiência de sábado

Com a eleição no domingo, as partidas do Campeonato Brasileiro foram transferidas para o sábado. A mudança costuma prejudicar as emissoras, que ficam com uma transmissão fora do horário usual. No entanto, graças ao clássico entre Palmeiras e Corinthians, a Globo e a Bandeirantes tiveram um alívio em São Paulo.

O clássico paulista conseguiu 24 pontos no total, sendo 18 da Globo e seis da Bandeirantes. O número não alcançou o recorde de 27 pontos de Corinthians x São Paulo, mas ficou com uma das melhores audiências do Campeonato Brasileiro deste ano.

Em comparação, no fim de semana do primeiro turno da eleição também houve jogo no sábado. Na época, Grêmio e São Paulo igualaram o pior Ibope do Campeonato até o momento, com apenas 18 pontos no total.

A Globo também celebrou o bom desempenho na faixa de horário. Nos últimos quatro sábados, a audiência havia ficado em 13 pontos no sábado, cinco a menos do apresentado no último fim de semana.

No Rio de Janeiro, não houve clássico e o Ibope não foi tão alto. Com 18 pontos de média, Fluminense x Atlético Paranaense ficou dois pontos abaixo da média geral do Campeonato Brasileiro deste ano. A Globo ficou com 17 pontos, dois a mais do que o apresentado nos últimos quatro sábados.

UFC

A Globo também ganhou fôlego com o esporte na madrugada entre sábado e domingo. Tanto em São Paulo quanto no Rio de Janeiro, a audiência do horário foi dobrada com a exibição da luta entre José Aldo e Chad Mendes.

Na capital paulista, o índice ficou em 12 pontos de média. No Rio, o Ibope teve média de 15 pontos.

Cada ponto no Ibope equivale a 65.201 domicílios sintonizados em São Paulo e 39.600 no Rio de Janeiro, ambos apenas nas regiões metropolitanas, referências para o mercado publicitário.