Para lotar ginásio, Joinville testa compra coletiva

Clube pretende vender 500 ingressos com 50% de desconto - Crédito Alexandre Vidal

Clube pretende vender 500 ingressos com 50% de desconto - Crédito Alexandre Vidal

Depois de experiências não tão bem sucedidas no futebol, o uso de sites de compra coletiva para comercialização de ingressos será testado no basquete. O Araldite/Univille/Joinville, para impulsionar a presença de torcedores em dois jogos específicos, pretende experimentar a ferramenta neste mês.

O clube de basquete negocia com o Groupon para que tíquetes sejam vendidos em pares com 50% de desconto. A ação deve acontecer ainda durante o segundo turno do Novo Basquete Brasil (NBB), quando a equipe catarinense enfrenta Vitória/Cecre e Vila Velha/Garoto/BMG/UVV nos dias 25 e 27 de março.

A princípio, como esses jogos não costumam atrair tanta atenção dos torcedores, 250 pares de ingressos devem ser disponibilizados para a venda pela internet. “Estamos encarando como um teste, principalmente porque são jogos com demanda menor”, explica Luis Silva, diretor do Joinville, à Máquina do Esporte.

Caso a experiência seja positiva, o time de basquete pode usar da estratégia para preencher espaços vazios no ginásio em partidas de menor porte, tanto no torneio nacional quanto em competições regionais. “Vamos avaliar os resultados para ver se vale a pena”, acrescenta o dirigente.

No início deste ano, para superar as fracas bilheterias de torneios estaduais, Sport, Náutico e São Paulo criaram promoções em sites de compra coletiva distintos. Os paulistas arrecadaram R$ 30 mil, e os pernambucanos, somados, R$ 23 mil. A ideia não agradou a nenhuma das três equipes, que encontraram falhas diferentes.