Parceiros garantem Joinville na Liga das Américas

Patrocinadores irão bancar despesas geradas pela competição - Crédito João Pires / LNB

Patrocinadores irão bancar despesas geradas pela competição - Crédito João Pires / LNB

O Cia do Terno/Romaço/Joinville, integrante do Novo Basquete Brasil (NBB), conquistou o direito de disputar a Liga das Américas. Após um dos times uruguaios que a jogariam desistir da participação, uma vaga abriu para brasileiros, e o Unitri/Universo optou por não ocupá-la. E a razão da presença do time catarinense está nos patrocinadores.

As despesas a serem geradas por disputar um campeonato continental não estavam previstas no orçamento do Joinville, e então Cia do Terno e Romaço foram consultados para saber se havia interesse. "Eles acharam que era importante participar e fizeram um aporte extra", conta Luis Silva, diretor da VO2 Marketing, parceira do clube.

O valor pago não foi revelado, mas é referente à taxa de inscrição cobrada pela Federação Internacional de Basquetebol (Fiba) das Américas. Na camisa, não haverá mudanças em relação à disposição das marcas, exceto a troca do símbolo do NBB pelo da Fiba. Cia do Terno e Romaço permanecerão com os mesmos espaços já ocupados.

Além dos catarinenses, Uniceub/BRB/Brasília, Vivo/Franca e Itabom/Bauru já têm participação confirmada na Liga das Américas. Ainda existe a possibilidade de mais um brasileiro garantir presença, caso Pinheiros/Sky ou Flamengo vençam a Liga Sul Americana, a ser realizada entre 1º e 5 de fevereiro, que dá vaga na outra competição.