Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Pepsi exclui Coca de parte do Super Bowl

Pepsi exclui Coca de parte do Super Bowl

Redação em São Paulo - SP Publicado em 15/12/2008, às 18h00

Uma das primeiras empresas a acertar cotas de patrocínio para o Super Bowl do ano que vem, a Pepsi também garantiu exclusividade em todo o primeiro tempo da partida que define a liga de futebol americano (NFL). Além de espalhar suas peças publicitárias pelo confronto, a fabricante de refrigerantes também exigiu exclusividade em todo o primeiro tempo da atração, contrato que tirou a rival Coca-Cola do páreo. A situação não é, necessariamente, uma novidade no histórico da partida, mas limita a recém-adotada estratégia da líder mundial do setor. Em 2008, depois de oito anos longe do Super Bowl, a Coca-Cola voltou a anunciar com dois vídeos produzidos pela Wieden + Kennedy, e acenava com mais produções para o próximo ano. Dona solitária do espaço durante todo esse período, a Pepsi resolveu agir para manter o seu domínio, e conseguiu o acordo de exclusividade graças à ação do agência Omnicom. Pelo novo contrato, a Coca-Cola, e qualquer outra fabricante de bebida não-alcoólica, está impedida de anunciar em todo o primeiro tempo, sendo o que o intervalo principal está liberado. A resposta, no entanto, pode ser confirmada em breve. Fora da metade mais atraente, a marca mais tradicional estaria disposta a garantir exclusividade no terceiro período, mas o acordo ainda não foi assinado.