Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Poker mira internacionalização e quer chegar até o Catar em 2022

Em 2020, meta é entrar em novos esportes e vender 300 mil pares de luvas

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 03/02/2020, às 07h52 - Atualizado às 10h56

Imagem Poker mira internacionalização e quer chegar até o Catar em 2022

A marca de luvas de goleiro Poker quer, até 2022, atuar em 20 países no exterior, entre eles o Catar, sede da próxima Copa do Mundo. Líder no fornecimento de materiais esportivos para goleiros no Brasil e com atuação em cinco países da Europa e América do Sul, a empresa mira cada vez mais o exterior.

"Já somos uma das principais, se não a principal marca de luvas de goleiro no país, e queremos levar isso para o restante do mundo. Estamos escolhendo os países por conta de alguns critérios importantes: a aderência local pelo futebol, a abertura comercial do país com o Brasil, se nossos produtos são adequados. Mas, principalmente, queremos fazer um trabalho não apenas de venda mas de implantação da marca", afirmou Rogério Cauduro, diretor administrativo da Poker.

Foto: Divulgação / Poker

Atualmente, a marca já está em Portugal, Uruguai, Chile, República Dominicana e Argentina. Os próximos países em que deve atuar são Paraguai, Bolívia, Colômbia, Equador e Peru. A empresa promete mudar a característica dos produtos que serão ofertados para o consumidor conforme o mercado em que atuar.

No Brasil, os planos de expansão para 2020 são diferentes. Eles incluem a entrada em dois novos esportes: natação e ciclismo. O carro-chefe da empresa, contudo, segue sendo as luvas de goleiros. Em 2019, a marca gaúcha de artigos esportivos teve um crescimento estimado de 15% e, em 2020, a meta é vender 300 mil pares de luvas.

Para isso, a expectativa é usar os atletas profissionais como inspiração. Hoje, mais de 60% dos goleiros das Séries A e B do Brasileirão possuem patrocínio da marca, que recentemente voltou a ter contrato com Fernando Prass. O goleiro, ex-Palmeiras, trocou a Adidas pela Poker ao assinar com o Ceará para a atual temporada.