Por 2026, China torce por Estados Unidos para 2022

O presidente da Associação Chinesa de Futebol (CFA, na sigla em inglês), Wei Di, revelou que não deseja que algum país asiático seja escolhido para sediar a Copa do Mundo de 2022 para que a China tenha mais chances de organizar a competição quatro anos depois.

A Fifa busca um país europeu para receber o torneio em 2018 e, para 2022, há quatro nações asiáticas na disputa e apenas os Estados Unidos além do continente.

"Para ser honesto, não quero que algum país asiático conquiste a Copa de 2022 porque seria impossível que a Ásia recebesse dois Mundiais na sequência", disse Di ao jornal local "China Daily".

"A Coreia do Sul e o Japão já sediaram uma Copa do Mundo. O Qatar é muito quente e a população é pequena, como poderiam haver espectadores? A Austrália também é asiático em termos e futebol. Então espero que os Estados Unidos vençam para que tenhamos mais chances", disse.

Após o fim da Copa da África do Sul, o presidente da CFA anunciou que irá pedir ao ministro dos esportes da China para que aprove proposta oficial para organizar o torneio em 2026.