Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Por meritocracia, Bayern abocanha maior verba de direitos de TV de Bundesliga

Clube da Baviera arrecada quase € 69 milhões, pouco mais de € 10 milhões acima de Schalke 04, o segundo colocado

Adalberto Leister Filho - São Paulo (SP) Publicado em 30/03/2015, às 15h28

Imagem Por meritocracia, Bayern abocanha maior verba de direitos de TV de Bundesliga

Cena comum: jogadores do Bayern de Munique festejam  título alemão

A Bundesliga anunciou a repartição do bolo de receitas do novo contrato de direitos de TV. Por meritocracia, o Bayern de Munique é quem irá abocanhar a maior faixa. Segundo a revista Kicker, o time da Baviera levará € 68,77 milhões.

Líder do Campeonato Alemão, com 64 pontos (dez a mais do que o Wolfsburg, o segundo colocado), a equipe assegurou a maior fatia por conta do número de pontos obtidos nas últimas cinco temporadas.

O valor não chega a ser invejável, se comparado com Real Madrid e Barcelona, os outros dois clubes que têm dominado a Liga dos Campeões. Os grandes da Espanha, que mordem o maior quinhão da verba de TV do país, arrecadam € 140 milhões de direitos de TV.

No total, a Bundesliga irá repartir € 810 milhões entre 36 clubes, das Séries A e B. A arrecadação foi obtida com a venda dos direitos de TV na Alemanha e no exterior. O contrato com as emissoras alemãs ainda responde por quase a totalidade da arrecadação: € 660 milhões. Desse total, 20% fica com os times da segunda divisão. Nos acordos com o exterior, quase a totalidade é destinada aos clubes da elite.

A classificação, que ainda pode sofrer pequenas variações até o final da temporada, o segundo maior beneficiado será o Schalke 04. O time de Gelsenkirchen irá receber € 58,4 milhões. O Borussia Dortmund ganhará € 57,1 milhões. O quarto colocado na relação é o Bayer Leverkusen, com € 56,2 milhões.

Seguindo as regras da meritocracia, a diferença maior ficaria para as equipes que lutam contra o rebaixamento. Assim, se o pequeno Paderborn conseguir permanecer na primeira divisão, ganhará € 22,6 milhões. Se cair, a arrecadação desce para € 11 milhões.

A queda representaria maior revés para times tradicionais da elite. Assim, se o Stuttgart for rebaixado, perderá dois terços de sua renda de TV, caindo de € 31,6 milhões para € 11,8 milhões.

A arrecadação com direitos de TV tende a ser uma fonte de receita maior para os clubes pequenos. Os times grandes, como Bayern de Munique e Borussia Dortmund contam com outras formas de arrecadação importantes, como acordo com fornecedores de material esportivo, patrocínio de camisa e receita com venda de ingressos.