Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Por US$ 325 milhões, Charlotte terá 30ª e última franquia da MLS

Valor será pago por David Tepper, dono do Carolina Panthers, da NFL

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 18/12/2019, às 11h07

Imagem Por US$ 325 milhões, Charlotte terá 30ª e última franquia da MLS

Agora é oficial: a 30ª e última franquia da Major League Soccer (MLS) terá Charlotte como casa. O principal responsável pela vitória da cidade que fica no estado americano da Carolina do Norte foi o bilionário David Tepper, que também é proprietário do Carolina Panthers, da NFL, e desembolsará o valor recorde de US$ 325 milhões para abrigar o novo time de futebol.

Tepper vinha tentando há vários meses garantir o apoio da prefeitura de Charlotte na empreitada e pedia uma ajuda de US$ 215 milhões. Na semana passada, o conselho da cidade prometeu uma quantia bem menor (US$ 110 milhões). O executivo, então, decidiu investir um valor que ficará muito acima do esperado pela MLS. Para se ter uma ideia, Saint Louis e Sacramento, que ficaram com a 28ª e 29ª vagas, por exemplo, pagaram "apenas" US$ 200 milhões cada uma.

Foto: Reprodução / Twitter (@MLS)

Charlotte ingressará na liga em 2021, mesmo ano definido para a estreia da 27ª, sediada em Austin, no Texas, e um ano antes de Saint Louis e Sacramento. Vale lembrar que a última temporada da liga de futebol dos EUA teve 24 equipes participantes. As franquias de Nashville e Miami (esta última batizada de Inter Miami e pertencente a David Beckham), 25ª e 26ª, respectivamente, deverão estrear já em 2020.

"A concessão de uma equipe de expansão para Charlotte pela Major League Soccer é um momento de orgulho e cheio de significado para Charlotte e todos da nossa comunidade. Há muito tempo deixo claro que tenho dois objetivos como proprietário de equipe: vencer em campo e fazer a diferença na comunidade. Esses serão nossos objetivos com a equipe da MLS de Charlotte, com o trabalho começando hoje", declarou Tepper, que adquiriu o Carolina Panthers em maio de 2018 também por um valor recorde (US$ 2,2 bilhões).

"Nas últimas duas décadas, Charlotte experimentou uma enorme energia e crescimento, que coincide com o aumento explosivo da popularidade do futebol nos Estados Unidos. Temos o prazer de adicionar David Tepper ao nosso grupo de proprietários e esperamos trabalhar com ele e toda a sua organização para lançar a Major League Soccer nas Carolinas do Norte e do Sul em 2021", afirmou Don Garber, comissário da MLS, em comunicado.

O novo time de Charlotte na MLS mandará seus jogos no Bank of America Stadium, que tem capacidade para 75 mil espectadores e também recebe todos os jogos em casa do Carolina Panthers na temporada da NFL.

Foto: Reprodução / Twitter (@MLS)