Portuguesa prevê R$ 1 mi com locação de ginásio

15 datas já foram reservadas para eventos religiosos em 2012

15 datas já foram reservadas para eventos religiosos em 2012

No ginásio situado ao lado do estádio Canindé, a Portuguesa vê uma das melhores oportunidades para ampliar as receitas nesta temporada. Apenas com a locação para igrejas evangélicas, já são cerca de 15 datas reservadas neste ano para cultos. Com mais alguns shows, a renda pode chegar entre R$ 800 mil e R$ 1 milhão.

“É um filão que não esperávamos que fosse tão forte, com shows, eventos evangélicos, pessoal pedindo para locar”, confirma Roberto dos Santos, vice-presidente de marketing da equipe paulista. A expectativa é que sejam realizados em torno de seis eventos por mês, sobretudo depois que o clube conseguir a liberação dos bombeiros para tal.

Um dos interessados pelo ginásio da Portuguesa foi justamente o Ultimate Fighting Championship (UFC), maior torneio de artes marciais mistas (MMA, na sigla em inglês) do planeta. Mas os norte-americanos descartaram o negócio. “Nós estamos terminando algumas instalações para ter essa liberação, mas não saberíamos se daria tempo”, conta Santos.

Esse local, inclusive, foi aquele que recebeu a primeira edição do UFC no Brasil, quando o campeonato de lutas ainda não havia ganhado tanta popularidade no país. Em 1998, a Portuguesa acolheu o evento de MMA e, embora não haja uma contagem oficial, estimou-se na época que em torno de 8,5 mil pessoas acompanharam a competição.

O ginásio, com espaço para seis mil pessoas em pé e mais duas mil sentadas, é mais uma das dependências físicas usadas para ampliar as receitas. No ano passado, o “areião”, com capacidade para 20 mil indivíduos e normalmente usado em festas juninas do clube, abrigou shows como o do Chiclete com Banana, responsável por gerar cerca de R$ 1 milhão.