Presidente do Flamengo oficializa saída da Batavo

Diretoria do Flamengo apresenta novo projeto de marketing do clube

Diretoria do Flamengo apresenta novo projeto de marketing do clube

Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira para apresentar o projeto “Rubro-negro para sempre”, a presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, oficializou que o clube perderá o patrocínio da Batavo no ano que vem. O atual contrato vai até o dia 31 de janeiro, e a empresa já informou ao clube que não pretende renová-lo.

“A Brasil Foods mandou uma carta para nós e disse que não vai renovar. Foi legal eles terem feito isso com antecedência porque vamos poder nos preparar”, declarou a mandatária rubro-negra.

Patrícia também confirmou que existe um débito da Batavo com o clube, referente a uma das parcelas do pagamento do patrocínio, mas evitou polêmica com a investidora: “Não quero falar mal de um parceiro”.

Recentemente, o vice-presidente jurídico do clube, Rafael de Piro, chegou a cogitar interpelar judicialmente a Batavo por conta da falta de pagamento. Segundo ele, a dívida da empresa com a equipe gira em torno de R$ 1,8 milhão.

O Flamengo já começou a prospectar empresas no mercado. A diretoria rubro-negra trabalha com uma meta de R$ 24 milhões pela cota máster (peito e costas da camisa). Neste ano, a Batavo pagou algo entre R$ 21 e R$ 22 milhões pelo espaço.

Caso a meta do Flamengo seja atingida, o clube conseguirá R$ 35,5 milhões com patrocínios a seu uniforme em 2011. A equipe carioca já tem acertos com o banco BMG (mangas) e com a empresa de telefonia móvel Tim (interior dos números), e esses acordos rendem, respectivamente, R$ 9 milhões e R$ 2,5 milhões por temporada.

Nesta terça-feira, o conselho deliberativo do Flamengo votará a renovação do contrato com o BMG para 2011. A parceria com a Tim também já foi acertada, mas ainda não é oficial. A assinatura depende de aval do mesmo grupo de dirigentes, e a votação desse negócio só deve acontecer daqui a duas semanas.