Promoção e Manchester United guiarão vinho no Brasil

Contrato da Concha y Toro com o Manchester terá duração de três anos

Contrato da Concha y Toro com o Manchester terá duração de três anos

A vinícola chilena Concha y Toro iniciará neste mês a maior campanha da história da empresa no Brasil. Patrocinadora global do Manchester United para seu segmento, a marca lançará no país uma promoção que distribuirá viagens para jogos da equipe na Inglaterra. Com isso, estabelecerá alicerces para um plano de crescer até 50% no mercado nacional ainda em 2011.

A promoção no Brasil seguirá o que foi feito pela empresa no Chile entre novembro e dezembro do ano passado. Por lá, a empresa conseguiu um incremento de 40% em suas vendas depois de lançar a comunicação focada no Manchester United.

No mercado brasileiro, a promoção será realizada entre 15 de maio e 15 de agosto. Nesse período, a Concha y Toro distribuirá cinco viagens para jogos do Manchester United. A despeito de a empresa ser parceira global do clube e esse tipo de prêmio ser o mote da comunicação em todo o planeta, a mec"nica será constituída de acordo com as peculiaridades de cada país – no território nacional, por exemplo, não é permitido atrelar ações a vendas de bebidas com determinado teor alcoólico.

A comunicação dessa promoção será feita com um comercial de TV, serviço de relações públicas e material de ponto de venda. A campanha terá como protagonista no Brasil o meio-campista Anderson, revelado pelo Grêmio, mas ele sempre aparecerá ao lado de dois companheiros de elenco do Manchester United. O clube exigiu o uso de trios para evitar que o patrocínio fosse associado a um atleta, não à instituição.

“Nós montamos isso de acordo com o país. No México, por exemplo, a campanha terá ênfase no Chicharito. No Brasil, o personagem principal será o Anderson. Na Ásia, usamos o Park”, explicou Andres Parot, gerente de marca do Casillero del Diablo, vinho escolhido pela Concha y Toro para associar sua imagem ao Manchester United.

O curioso é que as estimativas da Concha y Toro para o mercado nacional a partir da promoção não são claras porque faltam dados sobre a comercialização de vinhos no Brasil. O país tem uma média de 1,85 litros consumidos por habitantes a cada ano, por exemplo, mas esse número foi determinado pelo escritório internacional do vinho (OIV, na sigla em francês) em 1996.

“O Brasil tem condições de ser um mercado top 5 para nós no mundo. A média de consumo é baixa, mas o país é muito grande”, explicou o executivo da vinícola.

Para isso, a estratégia da Concha y Toro passa pela disseminação nacional de seus produtos. E, no caso da Casillero del Diablo, isso tem relação direta com o poder da marca do Manchester United. O contrato da companhia com o clube inglês tem duração de três temporadas.

“Eles têm uma força muito grande em mercados como a Europa e a Ásia. É um clube de futebol vencedor, com conceito realmente premium. Isso é algo muito valioso”, opinou Parot.

A Concha y Toro atua no Brasil há três anos. Antes disso, os vinhos da marca eram representados por um importador no país.

Leia mais:

Manchester United usou bola para enviar proposta a vinícola