Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Puma ganha força e já mira crescimento de 10% ao ano até 2022

Marca tem apostado em grandes astros do esporte, da música e da televisão

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 20/03/2018, às 10h11

Imagem Puma ganha força e já mira crescimento de 10% ao ano até 2022

Usain Bolt. Foto: Reprodução / Instagram (@puma)

A Puma está sonhando alto. Com bons resultados em 2017, a fabricante alemã de artigos esportivos revelou que espera aumentar seu lucro operacional em um terço em 2018 e elevar as vendas em 10% neste ano. O objetivo, aliás, é ainda mais audacioso: que esse aumento de 10% se perpetue e ocorra pelo menos até 2022.

Kylie Jenner. Foto: Reprodução / Instagram (@puma)

De acordo com a imprensa alemã, a marca também espera que seu resultado operacional bruto (ebit) atinja um nível próximo de 10% do volume de negócios consolidado nos próximos quatro anos. Ou seja, para 2018, a Puma estima que seu ebit vai variar entre 305 milhões de euros e 325 milhões de euros, contra 244,6 milhões de euros em 2017.

Todo esse otimismo se dá por conta do faturamento alcançado no ano passado. A marca fechou 2017 com vendas de mais de 4,1 bilhões de euros, 14% a mais do que em 2016.

Selena Gomez. Foto: Reprodução / Instagram (@puma)

O crescimento se deve em especial ao setor de calçados, que teve um aumento de 19%, considerando as flutuações cambiais. A melhora nas vendas foi sentida principalmente na região que compreende Europa, Oriente Médio e África (18,5%) e as Américas (14%). 

Outra estratégia que tem mostrado resultado é a aposta em estrelas do esporte, da música e da televisão. Nos últimos semestres, o Instagram da Puma fica recheado de posts, fotos e vídeos com nomes patrocinados pela marca, entre eles atletas como Usain Bolt, Lewis Hamilton e Antoine Griezmann, estrelas da música internacional como Rihanna e Selena Gomez, e astros da televisão como Cara Delevingne e Kylie Jenner.

Foto: Reprodução / Instagram (@puma)

Todas as apostas em famosos têm em comum grande alcance e apelo com o público jovem, foco da marca em seu estilo e conteúdo de seus produtos.

Apesar do crescimento, a Puma ainda se mantém na terceira posição entre as marcas do setor esportivo, atrás da Adidas e da líder Nike. A marca, no entanto, não esconde que vem sonhando cada vez mais alto.