Rafael Nadal desiste de ter ações do Mallorca

Tenista e tio tinham 10% do clube, mas venderam a empresário alemão

Tenista e tio tinham 10% do clube, mas venderam a empresário alemão

O Mallorca, integrante da primeira divisão da Espanha, denominada La Liga, não tem mais o tenista Rafael Nadal e o tio dele, Miguel Angel Nadal, como proprietários. Ambos venderam os 10% combinados que detinham para Utz Claassen, empresário alemão, que aumentou a participação dele para 20%.

Nadal, residente da ilha de Mallorca, havia comprado parte das ações do clube em 2010, como parte de consórcio para ajudar a equipe a se fortalecer financeiramente. À época, o endividamento havia chegado a US$ 107 milhões.

O tio de Nadal, Miguel Angel, é um ex-jogador de futebol que jogou no Barcelona, na seleção espanhola e no próprio Mallorca. Ele havia assumido o cargo de técnico em julho de 2010, mas deixou-o quando Michael Laudrup, até então dirigente, saiu do clube.

À época da compra das ações, o tenista havia ressaltado a presença de Laudrup entre os dirigentes como um dos fatores que o animaram a contribuir. "Vou ajudar como puder", disse Nadal naquele período.