Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Rakuten tem dobro de retorno com aporte ao Golden State Warriors

Empresa japonesa comprova acerto da NBA em permitir marcas nas regatas

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 10/06/2019, às 09h54 - Atualizado às 12h54

Imagem Rakuten tem dobro de retorno com aporte ao Golden State Warriors

A gigante japonesa do e-commerce Rakuten é quem mais investiu no patrocínio a uma franquia da NBA desde que as marcas foram liberadas para aparecer nas regatas das equipes no início da temporada 2017/2018. A empresa paga US$ 20 milhões para ter o logotipo na camisa do atual campeão Golden State Warriors. 

Se para muitos a visibilidade da marca é pequena, pois aparece de forma diminuta apenas em um canto da camisa da equipe, os números mostram exatamente o contrário. De acordo com a consultoria GumGum Sports, o patrocínio tem gerado mais de US$ 40 milhões para a empresa, ou seja, mais do que o dobro do montante investido.

"Patrocínios de camisa são únicos porque as pessoas estão sempre tirando fotos de jogadores, as equipes estão postando destaques dos jogadores, e há todo esse foco nos jogadores com uma marca estampada em cada um deles", afirmou Matt Balvanz, vice-presidente sênior de Analytics da Navigate, empresa de pesquisa de esportes e entretenimento, em entrevista à revista americana Fortune.

Foto: Reprodução / Twitter (@warriors)

Coincidência ou não, a marca que mais investe em uma camisa da NBA é justamente a única que é de fora dos Estados Unidos. Enquanto a imensa maioria dos patrocinadores são das cidades ou estados das franquias apoiadas, a Rakuten destoa desta característica por ser japonesa.

Segundo o estudo, o retorno financeiro vem da exploração de novos negócios com o time e a NBA. Isso porque, após o início do acordo com o Warriors, a marca se tornou parceira oficial de e-commerce, parceira oficial de vídeos sob demanda e ainda parceira oficial de marketing de afiliados, ganhando ainda os naming rights do centro de treinamento da equipe.

O acordo com o time ainda levou a um acerto com a própria NBA, apenas um mês depois. Trata-se de uma parceria plurianual para levar uma "cobertura abrangente e ao vivo da NBA para o Japão", via NBA League Pass, NBA.com, o aplicativo da NBA e até a Rakuten TV.

Para fechar, em janeiro deste ano, a empresa escolheu Stephen Curry, armador e uma das principais estrelas do Golden State Warriors, para ser embaixador da marca.

O que faltava então? Um jogo da NBA no Japão, quem sabe? Pois isso já será "resolvido" em outubro deste ano. Toronto Raptors e Houston Rockets farão dois confrontos em Saitama, nos dias 8 e 10 de outubro, como parte da pré-temporada para 2019/2020. A liga americana de basquete não ia ao país asiático desde 2003.

Agora, o próximo passo da parceria é fazer com que a camisa do Warriors, obviamente com a marca da Rakuten, seja vendida no Japão.

"A NBA e o basquete foram muito populares no Japão durante a maior parte dos anos 90. Achamos que isso poderia ser uma oportunidade para trazer o basquete de volta como um esporte convencional. E achamos que essa seria uma boa oportunidade para nossos negócios de streaming e sob demanda", revelou Rahul Kadavakolu, diretor executivo de parcerias de marketing, branding e entretenimento esportivo da Rakuten, também em entrevista à Fortune.