Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Ramón Calderón renuncia ao Real Madrid

Ramón Calderón renuncia ao Real Madrid

Redação em São Paulo - SP Publicado em 16/01/2009, às 11h00

Ramón Calderón não é mais o presidente do Real Madrid. O dirigente renunciou ao cargo na manhã desta sexta-feira, após duas horas de reunião com a junta diretiva do clube merengue. A decisão é consequência das denúncias de fraude em uma assembléia onde foram aprovadas as contas da agremiação feitas pelo diário ?Marca? na última semana. Segundo o jornal espanhol, pessoas não autorizadas compareceram ao encontro, realizado em 7 de dezembro, e mudaram as votações em favor da atual direção madrilena. Logo depois da revelação, Calderón convocou a imprensa e disse que dois funcionários do Real Madrid envolvidos na organização da assembléia haviam renunciado, mas afirmou que permaneceria no cargo até 2010, quando terminaria seu mandato. A única ressalva feita pelo dirigente na ocasião foi revelar que, provavelmente, não se candidataria à reeleição. O dirigente, no entanto, não resistiu ao esc"ndalo e ainda na última quinta-feira comunicou sua saída do clube ao ex-jogador Pedja Mijatovic, atual diretor esportivo do Real Madrid, que lhe pediu para repensar a decisão. Com a renúncia de Calderón, o vice-presidente do Real Madrid, Vicente Boluda, deverá assumir interinamente o comando e convocar novas eleições para o mês de julho. Aos 57 anos, Calderón deixa o clube após duas temporadas como presidente. Antes, o espanhol havia trabalho como dirigente na gestão de Florentino Pérez, responsável pela era ?galáctica? do Real Madrid.