Record sonda sete times, mas rechaça ter todos

Atlético-MG, Atlético-PR, Inter, Palmeiras e São Paulo são novos alvos

Atlético-MG, Atlético-PR, Inter, Palmeiras e São Paulo são novos alvos

Quando apresentou proposta de R$ 516 milhões por ano em licitação promovida pelo Clube dos 13, a RedeTV! condicionou o valor à possibilidade de exibir jogos de todas as equipes da primeira divisão do Campeonato Brasileiro de futebol. A Record pensa de um jeito bem diferente. Após ter revelado ofertas para Corinthians e Flamengo, o canal vislumbra negociações com outros cinco times. E não espera fechar com mais do que dois ou três.

O problema, segundo a Record, é que 13 times já fecharam com a Globo. Até o momento, apenas Grêmio, Goiás e Coritiba anunciaram oficialmente um acordo com a emissora carioca. O Fluminense também já alinhavou termos de um contrato, mas não assinou.

Na conta da Record, o grupo que ainda não fechou com a Globo é composto por Corinthians, Flamengo, Atlético Mineiro, Atlético Paranaense, Internacional, Palmeiras e São Paulo. É nesses times que a emissora paulista vai focar esforços.

A proposta que a Record tornou pública na semana passada, endereçada a Corinthians e Flamengo, é de R$ 100 milhões por ano. Por esse montante, a emissora pede o direito exclusivo de 19 jogos de cada uma das equipes no Campeonato Brasileiro.

Caso feche apenas com os dois, portanto, a Record terá direito a um jogo por rodada até o fim do Campeonato Brasileiro. Isso depende, é claro, de a legislação brasileira permitir esse tipo de acerto individual – a Lei Pelé fala em direitos de arena divididos entre os dois participantes de cada jogo, mas não existe consenso sobre a necessidade de autorização de todas as partes envolvidas.

A ideia da Record é montar um pacote com até cinco times para o Campeonato Brasileiro de 2012 – as discussões atuais de contrato são para os direitos de mídia do triênio 2012-2015. No entanto, o canal paulista só levará o projeto adiante se fechar com Corinthians e Flamengo.

“Não dá para fazer sem eles”, sentenciou Walter Zagari, vice-presidente comercial da Record. A necessidade que o canal vê em fechar com os dois é a principal explicação para que as propostas a Corinthians e Flamengo para terem sido as primeiras e terem sido divulgadas com tanto estardalhaço.

Ao contrário da RedeTV!, portanto, a condição que a Record impõe é que Corinthians e Flamengo estejam no grupo. Se isso acontecer, o canal pretende montar um projeto com apenas algumas equipes da primeira divisão.

Até o momento, o Corinthians foi o único clube que teve reunião oficial com a Record. Dirigentes do canal almoçaram na semana passada com Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing do time alvinegro.

Nesta semana, um representante da Record conversará com dirigentes do Internacional. A emissora também deve promover um encontro com a cúpula do Palmeiras, que espera amealhar ao menos R$ 85 milhões anuais com TV aberta, valor que a Globo já sinalizou não pretender pagar.