Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Religião pode interferir em patrocínio no Málaga

Redação Publicado em 19/07/2010, às 09h00 - Atualizado às 12h00

A marca exposta na camisa do Málaga, da Espanha, pode ser alterada após a aquisição do clube por Abdullah Bin Nasser Al-Thani. O novo proprietário pertence à religião isl"mica, que proíbe jogos de apostas, e pretende retirar a atual patrocinadora William Hill da camisa.

O empresário comprou o clube espanhol no último mês por 10,5 milhões de euros e se tornou o primeiro estrangeiro a possuir um time do Campeonato Espanhol. Al-Thani também se responsabilizou por quitar a dívida de 36 milhões de euros pendente.


"Nós não queremos colocar tudo de pés para o ar e cancelar contratos, mas pensemos da seguinte maneira: eu sou fumante mas não fumo na minha casa porque essas são as regras e quero proteger minha família", disse Abdullah Ghubn, sócio de Al-Thani.

O contrato de patrocínio da William Hill é válido até 2012, segundo a agência "Bloomberg". O porta-voz do grupo William Hill, Graham Sharpe, disse que não está ciente da decisão do proprietário do Málaga e acrescentou que "se houver alguma proposta de alteração, estarão abertos a discussões".