Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Rio Open lança plano de iniciativas sustentáveis para 2020

Principal objetivo é neutralizar os impactos ambientais gerados pelo evento

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 12/02/2020, às 07h06 - Atualizado às 10h06

Imagem Rio Open lança plano de iniciativas sustentáveis para 2020

O Rio Open anunciou, para a edição de 2020, a criação do plano Rio Open Green, um programa de iniciativas verdes que tem como principal meta neutralizar os impactos ambientais gerados pelo evento.

A organização do torneio fechou um acordo com a empresa de energia ENGIE, que estimou o quanto de carbono é emitido pela gestão do torneio. Ao final da competição, o gasto será compensado com créditos de carbono cedidos pela Usina Hidrelétrica Jirau, que tem a ENGIE como uma das acionistas.

LEIA MAIS: Pioneiro no saibro, Rio Open terá tecnologia de revisão de pontos

LEIA MAIS: Rio Open fecha com empresa de design e renova área VIP

LEIA MAIS: Rio Open investe em espaço e promete experiência gastronômica

O torneio também promete um maior cuidado com redução de consumo, reciclagem e reutilização de produtos. Algumas ações serão implementadas, como a utilização de coletores específicos para resíduos orgânicos e óleo de cozinha, e a destinação de resíduos orgânicos para compostagem e de materiais recicláveis para cooperativas de catadores licenciadas. Outros exemplos são a pulseira feita a partir do descarte das cordas das raquetes trocadas pelos atletas, assim como copos reutilizáveis que estarão disponíveis nos bares e sacolas 100% ecológicas para os produtos adquiridos na La Boutique.

Foto: Reprodução / Twitter (@RioOpenOficial)

A organização do evento ainda destinará lonas para uso de cooperativas parceiras e tampinhas de garrafas para serem trocadas por cadeiras de rodas. Bolas, raquetes e sobras de uniformes serão doadas para projetos sociais. E ainda haverá uma campanha de conscientização com o público que irá ao Rio Open para arrecadação de raquetes para projetos sociais, além de uma estratégia de conscientização também dos patrocinadores e parceiros do evento sobre iniciativas sustentáveis.

"Esse é um movimento inédito e muito importante para o Rio Open. Desde a primeira edição que nos preocupamos com a questão sustentável e, agora, estruturamos no nosso Plano de Iniciativas Verdes para deixar ainda mais claro para o público e nossos parceiros todas as atividades que estamos preparando neste sentido",destacou Marcia Casz, diretora geral do torneio.

A edição de 2020 será a sétima do Rio Open. O torneio será disputado mais uma vez no Jockey Club Brasileiro, na Gávea, e já tem alguns grandes nomes da atualidade confirmados, como o austríaco Dominic Thiem (atual número 4 do mundo) e o italiano Matteo Berrettini (atual número 8). Entre os mais bem colocados no ranking da ATP, ainda estão garantidos na chave principal o argentino Diego Schwartzman (atual número 14) e o croata Borna Coric (atual número 31).