Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Santos e Huawei celebram acordo, mas contrato permanece curto

Por ora, parceria recém-apresentada prevê poucos jogos

Duda Lopes - Santos (SP) Publicado em 29/10/2014, às 10h55 - Atualizado às 12h55

Imagem Santos e Huawei celebram acordo, mas contrato permanece curto

Santos e Huawei anunciaram a parceria na manhã da última terça-feira. Empresa e clube convocaram imprensa e usaram jogadores para promover o negócio recém-fechado. Edu Dracena, Robinho e Gabriel vestiram a nova camisa para fotógrafos. A pompa do evento, no entanto, não condiz com o acordo assinado. Pelo menos por enquanto.

No anúncio oficial, o presidente do clube, Odílio Rodrigues, explicitou o caráter pontual do atual acordo. Pelo o que está assinado neste momento, a marca ficará no uniforme nos dois jogos da Copa Sadia do Brasil e na partida entre os dois encontros com o Cruzeiro, precisamente contra o Internacional.

Leia mais:

Huawei quer reconhecimento de marca para consumidor final

O evento foi mais grandioso do que um patrocínio pontual convencional porque ambas as partes não entendem que o acordo ficará como está assinado atualmente. Pelo menos até o fim do ano, a prorrogação já está apalavrada. “Eles não vão anunciar nada antes de assinar”, ratificou o gerente de marketing do Santos, Fernando Montana.

O mais provável é que a empresa use esse primeiro período como teste no Brasil. A marca chinesa tem investido em esportes populares ao redor do mundo, principalmente no futebol, mas nunca fez investimento do tipo no Brasil. E esse momento de descoberta do mercado brasileiro começou com a apresentação da Huawei no CT santista, com Robinho e Cia divulgando o evento.