Santos oficializa Nike, mas ainda usará Umbro

Borges, no Mundial, ainda com Umbro

Borges, no Mundial, ainda com Umbro

Pela primeira vez desde que acertou o contrato, o Santos falou oficialmente sobre a mudança de fornecedor de material esportivo. O acordo com a Umbro previa preferência na renovação e, portanto, o clube não podia falar abertamente sobre um novo patrocinador para a propriedade.

Apesar de o contrato com a Nike já ter sido assinado, o clube não poderá jogar com o uniforme fornecido pela empresa americana. O problema está no tempo para a confecção da nova camisa.

Até março, quando a empresa terá as camisas para os jogadores santistas e para as lojas do clube, o Santos continuará usando os materiais da Umbro, oriundos de um estoque feito pela direção da equipe.

Parceira do Santos desde 1998, a Umbro permanecerá com o logotipo exposto no uniforme do clube no início do Campeonato Paulista. Outros clubes não foram tão prestativos dessa maneira. O Bahia, que também fechou com a Nike, apresentou seu elenco com as iniciais ECB sobre o símbolo da Lotto, antiga fornecedora.

Em comunicado oficial, o Santos alegou que a nova fornecedora de material esportivo dará ao clube uma maior possibilidade de comercialização do uniforme fora do Brasil. Além do clube paulista e do Bahia, a Nike fechou contrato com o Coritiba e com o Internacional, e mantém Corinthians e seleção brasileira em seu portfólio.