Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Santos prevê duas lojas em SP e na Vila Belmiro

Clube espera atender demanda reprimida com loja em São Paulo

Rodrigo Capelo em São Paulo - SP Publicado em 19/03/2012, às 08h11 - Atualizado às 11h11

Imagem Santos prevê duas lojas em SP e na Vila Belmiro
Clube espera atender demanda reprimida com loja em São Paulo

Clube espera atender demanda reprimida com loja em São Paulo

A recém formada parceria entre Santos e Nike em breve se estenderá também para a criação de lojas. Ao lado da Netshoes, patrocinadora da equipe alvinegra e parceira da fabricante na distribuição de materiais esportivos, a dupla pretende abrir ainda neste ano duas lojas. Uma delas será no estádio Vila Belmiro, na Baixada Santista, e a outra em São Paulo, concentração de torcedores do clube.

O plano ainda está sendo desenhado pelos executivos das três partes envolvidas, e isso engloba mapear as regiões que poderiam receber um comércio na capital paulista, algo que levará alguns meses para ser feito, segundo dirigente santista. As duas unidades iniciais seriam suficientes, em um primeiro momento, para atender a demanda reprimida, existente principalmente por causa do sucesso de Neymar.

Nesse modelo, serão apenas duas lojas a princípio, mas a distribuição de produtos licenciados alvinegros também pode ser ampliada por meio da atuação da Netshoes. A empresa pode acertar parcerias com lojistas em todo o Brasil, segundo a cúpula santista, em esquema business to business, isto é, transações entre empresas para que esses terceiros revendam os artigos em seus respectivos comércios.

Esses esforços acontecem em paralelo aos que serão feitos pela Meltex, gestora da futura rede de franquias do Santos, escolhida no início deste ano para desempenhar essa função. O contrato com essa parceira está em fase final de elaboração, com detalhes sendo discutidos entre as partes, e a expectativa é que o plano de abertura de franquias seja apresentado em breve por executivos da empresa.

Com as lojas no modelo de franquia e os dois estabelecimentos previstos por Nike e Netshoes, o Santos espera estar apto a vender produtos, sobretudo uniformes, em todo o país. A distribuição dessas peças é crucial para o plano de nacionalização e, posteriormente, internacionalização da marca da equipe, alavancada pela promessa de ter Neymar no time até a Copa do Mundo de 2014.