Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Santos TV estreia conteúdo patrocinado com Orthopride

Transformar canal em propriedade comercial efetiva era desejo antigo do clube

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 30/10/2018, às 07h24 - Atualizado às 10h24

Imagem Santos TV estreia conteúdo patrocinado com Orthopride

O Santos transformará em realidade um antigo desejo do clube: fazer do conteúdo de vídeo do time, a chamada Santos TV, uma propriedade comercial efetiva. A diretoria de comunicação da equipe fechou com a Orthopride para o "branded content" de uma série de cinco episódios. A estreia acontecerá nesta terça-feira (30) e irá até o dia 27 de novembro deste ano.

O programa se chamará "Resenha Orthopride". A ideia é levar atletas ao programa para uma conversa bem-humorada. A empresa, especializada em ortodontia, visa ser associada a um momento em que o sorriso é constante, segundo informou o clube. Participarão da série jogadores dos times masculino e feminino.

Foto: Reprodução / YouTube (Santos TV)

Ter um conteúdo patrocinado era o objetivo da comunicação do clube com a reformulação da Santos TV, ocorrida no início deste ano. Com o tempo, a equipe criou programas fixos que pudessem ter aportes de marcas, além de contratar novos profissionais e uma produtora. O clube também adquiriu equipamentos, com contratos de permuta com empresas especializadas no segmento.

Com a reformulação, o canal do clube já chegou a 23,5 milhões de visualizações neste ano, contra 18 milhões em todo o ano de 2017. Houve também crescimento nos números de inscritos; foram 126 mil somente em 2018.

"Estamos em um processo de inovações para posicionar e estruturar as plataformas digitais do Santos como um canal eficiente para marcas. Acreditamos ser esta a melhor porta de entrada publicitária em clubes de futebol", comentou o executivo de marketing do clube paulista, Marcelo Frazão, em nota.

A Santos TV foi lançada em 2010, com imagens de bastidores. O canal logo alcançou visualizações altas, muito graças ao sucesso de Neymar no clube. À época, o time chegou a fechar um acordo com a Netshoes, que bancou os investimentos em equipamentos. Mas, desde então, a diretoria santista tem lutado para tornar a ferramenta uma propriedade comercial realmente rentável.

O Santos não é o único com essa dificuldade. Hoje, segundo o Ibope Repucom, cinco clubes brasileiros têm mais de 500 mil seguidores no YouTube, o Santos inclusive. Mas, na maioria dos casos, os vídeos entram como entrega extra aos patrocinadores; dificilmente há contratos pensados exclusivamente para a propriedade. O Palmeiras é uma das exceções, com o acordo extra com a FAM, do grupo da Crefisa, que dá nome ao canal do time na rede social de vídeos do Google.