Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Segundo estudo, Jabulani turbina Adidas na internet

Redação Publicado em 02/07/2010, às 17h00

Ela pode até ter sido criticada por jogadores e técnicos de diferentes partes do mundo, mas a bola Jabulani ajudou a Adidas a ganhar reconhecimento de marca. Segundo um estudo feito pelo instituto Nielsen, o nome do artefato aparece em 8% das mensagens escritas em inglês na internet durante a Copa do Mundo.

A pesquisa tentou medir quanto as marcas que patrocinam a competição apareceram na web. No caso da Jabulani, grande parte das menções foi motivada por piadas sobre o erro do goleiro inglês Robert Green na primeira rodada da Copa do Mundo – empate por 1 a 1 com os Estados Unidos.

“Esse buzz pode ser benéfico, desde que a marca saiba explorar. A Adidas conseguiu fazer sua página no Facebook passar de um milhão de fãs, e aproveita essa base para despejar conteúdos novos todos os dias. O negócio é tentar estender o quanto for possível o furor em torno da bola”, opinou Peter Blachshaw, vice-presidente de estratégia digital do Nielsen.

Buzz é um termo usado pelo estudo para falar sobre a repercussão de cada marca na web. A pesquisa foi conduzida pelo NM Incite, que faz parte do grupo Nielsen, e analisou blogs, grupos virtuais, sites de imagens e vídeos e redes sociais, mas só considerou conteúdo escrito em inglês.

De uma forma geral, os dez patrocinadores da Copa do Mundo ou parceiros oficiais da Fifa passaram a aparecer em 66% desse conteúdo – o montante chegava a 52% antes de a bola rolar. Enquanto a Adidas ganhou 8% apenas com a Jabulani, outras marcas que investem no torneio, como Hyundai e McDonald’s, cresceram em torno de 2%.