Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Segurança quintuplica em Vancouver-10

Segurança quintuplica em Vancouver-10

Redação em São Paulo - SP Publicado em 20/02/2009, às 14h00

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Inverno de Vancouver 2010 anunciaram o fim das obras relacionadas ao evento, feito de sucesso em tempos de crise e atrasos em eventos de grande porte. O clima, porém, não foi dos melhores. Apesar da festa pela precisão na entrega dos aparelhos, os canadenses lamentam o superfaturamento da segurança, que terá um custo cinco vezes maior que aquele imaginado na candidatura. Em 2003, quando os valores começaram a ser projetados pelos organizadores, imaginava-se que o setor ia consumir cerca de 175 milhões de dólares canadenses (R$ 332,7 mi). Seis anos depois, o orçamento subiu para 900 milhões de dólares canadenses (R$ 1,7 bi). Até o momento, as autoridades ainda não explicaram o motivo da diferença, que foi muito questionada pela imprensa local e deve ser reavaliada nos próximos dias. A única certeza do Comitê é que o valor, que não está incluído no orçamento total de 1,75 bilhão de dólares canadenses (R$ 3,3 bi), será quitado pelo Estado. ?O Governo do Canadá e seus parceiros tem uma atenção muito grande com a questão da segurança, e nós estamos no caminho certo para fazermos uma Olimpíada segura?, disse Peter Van Loan, ministro de Segurança Pública do país. Curiosamente, o superfaturamento no setor não combina com as contas amenas apresentadas em relação aos estádios e aparelhos esportivos em geral. Estimados inicialmente em 470 milhões de dólares canadenses (R$ 893 mi), os locais de competição foram entregues com um dispêndio de 580 milhões de dólares canadenses (R$ 1,12 bi), diferença considerada pequena e explicada pela ampliação do setor imobiliário da cidade.