Sem esperar lucro, Vitória faz ação ambiental

"Nós já sabíamos que não há retorno financeiro", diz diretor do time

A partida entre Vitória e Corinthians, a ser realizada em 21 de novembro no estádio do Barradão, será usada pelo departamento de marketing do anfitrião para colocar em prática ação ambiental com viés institucional e lucratividade nula. O time baiano pretende zerar a emissão de carbono causada pela partida.

"Esse é o primeiro jogo, então tem complexidade maior, porque será o modelo que futuramente deve ser aplicado para toda a competição", explica o diretor de marketing do Vitória, Ricardo Azevedo. "Isso será bastante significativo com relação à imagem institucional, por ser algo sustentável".

O intuito é zerar a emissão de carbono gerada até pelo rival paulista, que terá de deslocar comissão técnica e jogadores até Salvador, capital baiana. Com isso, o Vitória deve ganhar selo da secretaria do meio ambiente. "Esse selo fortaleceria a marca do clube dentro do mercado do futebol", argumenta.

Os custos da operação, entretanto, terão de ser bancados inteiramente pelo time. Até o momento, não há nenhuma empresa selecionada para apoiá-lo financeiramente, de maneira que o Vitória terá de arcar com todas as despesas. "Nós já sabíamos que não há retorno financeiro com o projeto", conclui.