Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Semifinal do Paulistão rende maior audiência à Globo desde 2000

Emissora obtém os melhores índices de audiência da temporada com duelos decisivos nos Estaduais

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 29/03/2018, às 15h51

Imagem Semifinal do Paulistão rende maior audiência à Globo desde 2000

O afunilamento dos dois principais torneios estaduais do país, que definiram na última quarta-feira os classificados para a final, rendeu recorde de audiência na televisão, mostrando mais uma vez que o torcedor tem começado a se entreter com o Estadual apenas nos momentos decisivos. 

Em São Paulo, a vitória nos pênaltis do Corinthians sobre o São Paulo obteve 42 pontos de audiência em média, com 61% das televisões ligadas naquele momento. O número representou índices recordes.

Para o futebol de 2018, a partida foi disparada a melhor. O clássico teve a melhor audiência do futebol em 2018 da emissora e, ainda, 12 pontos a mais do que o primeiro jogo da semifinal, disputado no domingo anterior, e que havia alcançado 30 pontos no Ibope.

Mais do que isso, a vitória corintiana foi a maior audiência registrada no Campeonato Paulista desde 2000. E, nos números da Globo em São Paulo, a maior audiência do futebol desde 15 de novembro do ano passado, quando o Corinthians bateu o Fluminense e foi campeão nacional.

No Rio de Janeiro os números também foram expressivos. A vitória do Botafogo sobre o Flamengo teve 38 pontos de audiência e 58% de participação nos televisores ligados na cidade.

O resultado foi recorde em 2018 para a Globo e representou um acréscimo de 8 pontos na média da audiência das partidas do Estadual do Rio nas quartas à noite. Além disso, o número bateu em 4 pontos a audiência obtida pelo Flamengo na final da Taça Guanabara, contra o Boa Vista, e que, até então, era o recorde de audiência neste ano.

Cada ponto no Ibope equivale a 201.601 pessoas (71.855 residências) na região metropolitana de São Paulo. No Rio de Janeiro, o ponto representa 45.253 residências (ou 118.472 telespectadores).