Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Site chinês se posiciona contra pirataria em vendas de camisas de futebol

AliExpress diz que já investiu US$ 160 milhões no combate a produtos falsificados

Adalberto Leister Filho - São Paulo (SP) Publicado em 15/01/2015, às 16h11

Imagem Site chinês se posiciona contra pirataria em vendas de camisas de futebol

Loja chinesa vende a suposta futura camisa do Barcelona

Uma semana depois de a Máquina do Esporte revelar que a provável futura camisa do Barcelona, que ainda nem foi lançada pela Nike, já estava à venda em algumas lojas da plataforma de comércio online AliExpress, o site se posicionou dizendo que condena a pirataria.

“Por ser uma plataforma dinâmica, com milhões de usuários e produtos listados, nós contamos com o apoio dos nossos membros para preservar a segurança e a integridade da nossa comunidade por meio da denúncia de atividades suspeitas”, afirmou o site, através de sua assessoria de imprensa.

Segundo a empresa, qualquer consumidor que “identificar um produto falsificado ou de venda restrita ou proibida pode fazer uma denúncia à equipe do AliExpress através da opção ‘denunciar produto’ disponível nas páginas de produtos.”

O site também incentiva “denúncias de membros sobre comportamentos desonestos por parte dos vendedores. Todas as denúncias são anônimas e processadas pela equipe do AliExpress o mais rápido possível.”

LEIA MAIS

Site chinês já vende camisa do Barcelona que Nike ainda não lançou


O site também afirma atuar conjuntamente com as empresas que se sentirem lesadas por lojas que anunciam no AliExpress. “Solicitamos aos donos de marcas que encontrarem imitações dos seus produtos no AliExpress, que registrem a denúncia no AliProtect para que os produtos falsificados sejam imediatamente removidos.” Segundo o site, os vendedores reincidentes terão suas contas suspensas e “poderão ser banidos permanentemente da plataforma”.

De acordo com o site, a empresa já gastou cerca de US$ 160,7 milhões no combate à falsificação e na melhoria dos serviços aos consumidores de 2013 até hoje. “Carregamos uma séria responsabilidade nesta luta contra produtos falsificados”.

Após a reportagem da Máquina do Esporte, foi identificada a remoção de seis lojas que vendiam a camisa do Barcelona para a próxima temporada. No entanto, foram encontradas pelo menos outras nove lojas vendendo o produto em suas versões infantil e adulta, com preços variando de R$ 36,62 a R$ 56,31.