Sony busca novo protagonista no futebol brasileiro

Kaká foi garoto-propaganda da Sony durante três anos

Kaká foi garoto-propaganda da Sony durante três anos

Há uma empresa que acompanha com especial atenção o processo de reformulação que o técnico Mano Menezes vem conduzindo na seleção brasileira. As mudanças da equipe nacional são especialmente importantes para a Sony, fabricante de eletroeletrônicos que é parceira da Fifa até 2014, ano em que o Brasil sediará a Copa do Mundo. A companhia busca um novo garoto-propaganda para seu projeto de futebol no país.

Até o fim do ano passado, o meia Kaká era o rosto da Sony para o futebol brasileiro. No entanto, o contrato com o jogador do Real Madrid não foi renovado. A marca busca agora um atleta que possa exercer o mesmo papel na comunicação.

O problema é o perfil desejado pela Sony. A empresa busca um atleta de destaque, com potencial para jogar a Copa do Mundo de 2014 e faixa etária jovem. Além disso, quer alguém que não tenha imagem vinculada anteriormente a nenhuma concorrente.

É essa segunda condição que limita demais as opções da Sony. Neymar e Paulo Henrique Ganso, principais referências jovens da nova seleção brasileira, já estão comprometidos com outras marcas – Panasonic e Samsung, respectivamente.

No último mês, aliás, a Samsung intensificou o trabalho de mídia com Ganso. A companhia criou uma conta para o camisa 10 no serviço de microblogs Twitter, e vai alimentar a página com informações sobre o atleta.

A Sony teve parceria com Kaká durante três anos. O jogador foi o condutor do processo de inserção da tecnologia HD no Brasil, e a marca cresceu 40% em exposição de mídia no país durante o período de associação ao meia.

Ainda não existe data estipulada para a Sony anunciar um novo garoto-propaganda para o Brasil. A empresa trabalha com um limite de seis meses para a definição, mas cogita até fazer um anúncio oficial em julho, na semana que precederá o sorteio dos grupos das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014.