Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Stock terá Nelsinho e flerta com Ribeirão

Stock terá Nelsinho e flerta com Ribeirão

Guilherme Costa em São Paulo - SP Publicado em 03/02/2010, às 14h00

A Vicar, empresa que organiza a Stock Car, promoveu evento nesta quarta-feira com intenção de divulgar uma mudança na principal cota de patrocínio da categoria ? a Nextel foi substituída pela Caixa Econômica Federal. Só que essa não foi a única atração do dia. A entrevista coletiva também serviu para divulgar que Nelsinho Piquet disputará uma prova nesta temporada e que haverá um novo circuito de rua, provavelmente em Ribeirão Preto. Nelsinho Piquet estreou na Fórmula 1 em 2008, na Renault. Disputou 28 provas, com um total de 19 pontos somados, e foi demitido pela escuderia em agosto do ano passado. Pouco depois, admitiu publicamente que havia provocado um acidente no Grande Prêmio de Cingapura da temporada anterior. A batida causou entrada do safety car, o que facilitou a vitória do espanhol Fernando Alonso, companheiro de equipe do brasileiro. Neste ano, Nelsinho disputou prova de mil quilômetros em Interlagos (São Paulo) e se inscreveu na versão sul-africana da Nascar. Além disso, anunciou que correrá no Daytona International Speedway, na Flórida (Estados Unidos), no dia 6 de fevereiro. Na Stock Car, Nelsinho disputará a etapa de Brasília, marcada para 21 de novembro. Ele fará parte de um grupo de convidados da categoria, que pode ter um piloto diferente a cada prova deste ano. A presença do filho de Nelson Piquet, contudo, não será a única novidade da categoria para esta temporada. A Copa Caixa Stock Car também negocia a adição de um novo circuito de rua para o dia 6 de junho. Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, é a cidade favorita a receber a prova. Ribeirão Preto já havia tentado organizar a etapa brasileira da Fórmula Indy, que posteriormente acertou com São Paulo. A cidade tem interesse em divulgar uma imagem de capital brasileira do etanol, combustível que será usado pela Stock em 2010. ?Mas nós não fomos procurar Ribeirão por causa do etanol, e nem eles quiseram receber a Stock só por causa disso. Esse é um dos motivos para a negociação, mas está longe de ser o único?, relatou Maurício Slaviero, diretor-geral da Vicar.