Taça Rio e Carnaval geram prejuízo aos cariocas

Fla-Flu foi o único jogo que rendeu mais de R$ 10 mil na nova fase

Fla-Flu foi o único jogo que rendeu mais de R$ 10 mil na nova fase

O cenário pós-Taça Guanabara não é nada animador, em termos de bilheterias, no Rio de Janeiro. Depois de picos de arrecadação terem sido atingidos pelo Flamengo, reforçado pela presença de Ronaldinho Gaúcho, três dos seis jogos da Taça Rio, durante o Carnaval, deram prejuízo ao quarteto formado pelos grandes do Estado.

A única partida capaz de superar a casa dos R$ 10 mil lucrados foi justamente o clássico entre Flamengo e Fluminense, no qual o primeiro embolsou R$ 129 mil e teve R$ 43 mil deduzidos para pagamento de dívdas, e o segundo, embora não tenha obtido nada, ganharia R$ 172 mil se esse valor não tivesse sido totalmente penhorado.

O Vasco, na goleada por 4 a 2 sobre o Duque de Caxias, registrou prejuízo de R$ 16 mil. O Botafogo, com placar idêntico ante o Volta Redonda, teve de desembolsar R$ 1 mil para quitar despesas com a partida. O Fluminense, por fim, com vitória por 3 a 1 contra o América, teve déficit de R$ 37 mil nas bilheterias.

Os outros dois confrontos, embora não tenham dado prejuízo, tampouco geraram lucro expressivo. O Flamengo levou R$ 4,4 mil no triunfo sobre o Olaria, e o Botafogo, ao golear o Americano, ficou com R$ 7,4 mil. Todos esses jogos foram disputados durante o período de Carnaval, entre sábado (5) e domingo (13), época que costuma afastar o público.