Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Título da Champions League dispara receitas anuais do Liverpool

Clube inglês viu faturamento saltar de £ 78 milhões para £ 533 milhões

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 28/02/2020, às 09h13 - Atualizado às 12h13

Imagem Título da Champions League dispara receitas anuais do Liverpool

O Liverpool anunciou, nesta quinta-feira (27), que o ano de 2019 representou um aumento recorde de faturamento para o clube. Para se ter uma ideia, após vencer a Champions League, os ingleses viram sua receita saltar de £ 78 milhões para £ 533 milhões (cerca de R$ 3 bilhões). O lucro, antes dos impostos, ficou em £ 42 milhões.

Outros números também chamam atenção. O título europeu ajudou os Reds a faturarem £ 261 milhões em direitos de mídia, um acréscimo de £ 41 milhões em relação à temporada anterior. Além disso, a receita comercial do clube aumentou para £ 188 milhões, enquanto a receita em dias de jogos subiu para £ 84 milhões. Todos os números do balanço financeiro anual do clube são referentes ao ano encerrado em 31 de maio de 2019.

Foto: Reprodução / Twitter (@ChampionsLeague)

"Esse fortalecimento contínuo da sustentabilidade financeira subjacente do clube está nos permitindo fazer investimentos significativos tanto no recrutamento de jogadores quanto na infraestrutura. A capacidade de reinvestir mais de £ 220 milhões em jogadores durante este período financeiro é resultado de uma estratégia de negócios bem-sucedida, particularmente o aumento significativo nas receitas comerciais. O custo do futebol, no entanto, continua a aumentar em transferências e taxas associadas, mas o que é fundamental para nós é a consistência da nossa posição financeira, permitindo-nos viver de acordo com nossos meios e continuar administrando um clube de futebol sustentável", declarou Andy Hughes, diretor de operações do Liverpool.

Em termos de gastos, o clube inglês desembolsou £ 223 milhões nas contratações de Alisson, Fabinho, Keita e Shaqiri. Além disso, investiu £ 50 milhões no novo campo de treinamento de Kirkby, que deve ser inaugurado em julho. Por último, está trabalhando para aumentar a capacidade do Estádio Anfield para 61 mil espectadores. A ideia é que os novos lugares já estejam disponíveis para o início da temporada 2022/23.   

"O que estamos vendo é um crescimento sustentado em todas as áreas do clube, alinhado com o desempenho recente em campo. Continuamos reinvestindo na infraestrutura do clube e esperamos a abertura de nossa nova base de treinamento em Kirkby antes da próxima temporada, que fornecerá instalações de primeira classe para nossos jogadores e funcionários. Além disso, queremos aumentar a capacidade do nosso estádio, dando a mais torcedores a oportunidade de ver a equipe. Esses resultados financeiros e esse período sustentado de crescimento sólido são uma prova de que o Fenway Sports Group continua apoiando as ambições do clube e reinvestindo receitas tanto no fortalecimento do elenco quanto na infraestrutura do clube para construir para o futuro", acrescentou Hughes.