Troca de governador afeta marketing do Brasília

Clube de basquete terá de esperar decisões do BRB para se planejar

Clube de basquete terá de esperar decisões do BRB para se planejar

As eleições de outubro de 2010 ainda deixam efeitos colaterais no esporte. O marketing do Uniceub/BRB/Brasília terá de esperar os primeiros movimentos do novo governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT-DF), para traçar o próprio planejamento para 2011.

O clube ainda aguarda definições por parte do Banco de Brasília (BRB), um dos principais patrocinadores da equipe de basquete. Por ser estatal, o BRB ainda tomará decisões que influenciarão diretamente o planejamento do Brasília.

A possibilidade de o banco deixar o basquete, entretanto, é muito remota. "O time está comprometido com resultados sociais. Então, nada deve mudar", projeta o diretor de marketing da Uniceub e da equipe, Arthur Chrispino, à Máquina do Esporte.

A respeito dos planos de marketing para 2011, o dirigente pretende fugir do habitual em termos de gestão e estruturar o departamento de modo pouco visto até no futebol, com ações embasadas por estudos acadêmicos, programas de alto rendimento, entre outras propostas.