Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

TVs têm recorde na Alemanha e na França na final da Champions

Por imposição da legislação dos dois países, jogo decisivo passou na TV aberta

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 24/08/2020, às 08h59 - Atualizado às 11h59

Imagem TVs têm recorde na Alemanha e na França na final da Champions

A final da Champions League entre Bayern de Munique e Paris Saint-Germain fez com que o jogo decisivo tivesse de ser transmitido na TV aberta tanto na França quanto na Alemanha. E, ao migrar para o serviço gratuito, a audiência do torneio nos dois países bateu recorde durante o jogo decisivo.

Na França, segundo os dados da Médiamétrie, em média 11,4 milhões de pessoas acompanharam pelo canal TF1 o drama do PSG para tentar vencer Manuel Neuer e marcar um gol sobre o Bayern. O número foi superior àquele obtido da última vez que um time francês chegou à final da Champions League.

Em 2004, a mesma TF1 teve uma média de 11 milhões de pessoas com o jogo entre Monaco e Porto, que consagrou o time português como campeão europeu. A audiência, porém, ficou mais baixa que a vitória do Olympique de Marseille, um dos times mais populares do país, sobre o Milan, em 1993. Naquela ocasião, 16,5 milhões de pessoas assistiram ao jogo. O recorde ainda é da final da competição em 1991, quando o mesmo Marseille derrotou o Estrela Vermelha para uma média de 17,5 milhões de franceses.

Neymar em ação durante a final Bayern x Paris Saint-Germain - Foto: Uefa.com

O sucesso na França foi compartilhado na Alemanha, em que a lei determinou a transmissão do jogo pelo canal aberto ZDF (o DAZN é quem detém os direitos exclusivos de mídia da Champions League no país e o sublicencia para a TV paga Sky). A média da transmissão foi de 12,8 milhões de pessoas, com um pico de 13,7 milhões nos minutos finais da partida. Já a Sky teve 1 milhão de espectadores.

Os números alemães, porém, ficaram distantes daqueles obtidos em 2013, quando pela primeira vez dois times do país decidiram a Champions League. Naquela ocasião, o duelo entre Bayern e Borussia Dortmund alcançou 21,6 milhões de espectadores em média.

Para os próximos anos, a ZDF fechou um acordo para transmitir as finais da Champions League em TV aberta. Nesta temporada, por conta da pandemia, o canal aberto, que é de propriedade estatal, fechou um acordo-tampão para mostrar a fase decisiva da Champions também na TV aberta, evitando assim que os jogos ficassem restritos a canais fechados e ao streaming.