Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Uefa distribui fortuna vinda em multas por violação do fair play financeiro

Clubes europeus dividirão mais de 6,3 milhões de euros por temporada 2016/2017

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 19/12/2017, às 08h58 - Atualizado às 10h58

Imagem Uefa distribui fortuna vinda em multas por violação do fair play financeiro

Foto: Divulgação

A Uefa vai dividir pouco mais de 6,3 milhões de euros entre os 65 clubes europeus que disputaram a fase de grupos da Liga dos Campeões e da Liga Europa na temporada passada. Cada um receberá cerca de 78,3 mil euros. O montante vem das multas aplicadas aos clubes que violaram as regras do fair play financeiro na temporada 2016/2017.

De acordo com a imprensa europeia, entre as equipes que quebraram as regras e tiveram que pagar multas estão diversos participantes das primeiras divisões de Itália, Portugal, França, Turquia e Rússia. Até mesmo os 149 clubes que foram eliminados nas rodadas de qualificação para as competições europeias da temporada passada serão contemplados. Cada um receberá pouco mais de 8,5 mil euros.

Segundo um comunicado da Uefa, assinado pelo presidente da entidade, o esloveno Aleksander Ceferin, o dinheiro redistribuído “está de acordo com a decisão do Comitê Executivo da Uefa de setembro de 2014”. Dessa forma, os clubes que ainda estão sendo monitorados pelo comitê de controle financeiro não terão o direito de receber os valores redistribuídos.

Em junho, a própria Uefa havia divulgado que o número de clubes sob investigação tinha diminuído consideravelmente. O que se sabe, por exemplo, é que o italiano Milan, o português Porto e o russo Rubin Kazan são alguns dos que ainda apresentam problemas.

O Porto assinou um plano de reequilíbrio financeiro após pagar uma multa de 2,2 milhões de euros. O Milan chegou a prometer algo parecido, mas fontes internas da Uefa já revelaram que acham muito difícil que o clube italiano consiga cumprir suas obrigações ainda na atual temporada. Roma, Internazionale, Monaco, Zenit e Lokomotiv Moscou são alguns dos clubes que também passaram por problemas semelhantes recentemente.