Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Uefa pulveriza ações em Madri na final da Champions League

Entidade amadurece e espalha eventos para marcas e torcedores na capital espanhola

Wagner Giannella - Madri (ESP)* Publicado em 31/05/2019, às 07h05 - Atualizado às 10h05

Imagem Uefa pulveriza ações em Madri na final da Champions League

A Uefa amadureceu. Ao menos é isso que se percebe se for levado em consideração o que a entidade está proporcionando a milhares de turistas que invadiram Madri para a final da Champions League. A partida entre Tottenham e Liverpool será neste sábado (1°), no Estádio Wanda Metropolitano, casa do Atlético de Madrid.

Torcedores fazem fila para entrar em stand da Nissan em praça de Madri - Foto: Wagner Giannella

Criado em 2006 como uma forma de atender os torcedores sem ingressos para o jogo final e também os patrocinadores da competição, o Champions League Festival, espaço que concentra as ações fora do campo de jogo, pela primeira vez não está restrito a um único lugar, como acontecia desde sua primeira realização.

Num ponto mais central da Europa, numa cidade que respira futebol e com a expectativa de receber mais de 100 mil torcedores, a Uefa pulverizou as ações. Em 2016/2017 e 2017/2018, as cidades escolhidas para a decisão foram Cardiff (País de Gales) e Kiev (Ucrânia). A Máquina do Esporte esteve presente nas duas e viu que a Uefa concentrou em praticamente um único local as ações para a final.

Bola gigante da final em Madri - Foto: Wanger Giannella

Na capital ucraniana, a única atração um pouco distante do festival era a "Orelhuda", réplica inflável gigante da taça da Champions League. Mesmo assim, ela estava a cerca de 700m do local onde ocorriam as celebrações para os torcedores.

Para Madri este ano, a estratégia foi espalhar turistas por diversos pontos da capital espanhola. Na Plaza de la Puerta del Sol, a entidade montou o Champions Festival, com palco repleto de atrações musicais, além de uma galeria com uma exposição de itens históricos da competição. Ali também há uma pequena loja com produtos da final, como bolas, camisas, chaveiros e bonés, e ativações de metade dos patrocinadores (Heineken, a marca da PepsiCo Lay’s, MasterCard e Nissan).

É preciso andar um pouquinho para um lado, até a Plaza del Callao, para chegar a uma loja muito maior e com mais opções de produtos da final. E para o outro se encontra a outra metade dos patrocinadores. Na Plaza Mayor, estão as ativações de Gazprom, Hotels.com, Santander e Sony, além de um minicampo de futebol.

Febre do futebol está espalhada por pontos turísticos de Madri pela primeira vez - Foto: Wagner Giannella

Por último, a Plaza de Oriente, onde fica o Palácio Real de Madri, a alguns quilômetros dali, foi o local escolhido para a "Orelhuda" inflável. Além disso, por toda a cidade há cartazes e lembretes da final, com o logotipo da Uefa e os escudos de Tottenham e Liverpool fazendo parte da decoração da capital espanhola.

Se a nova estratégia está dando certo? É quase possível tropeçar em turistas em diversas partes da cidade. Eles estão empolgados. Felizes. Com mapas nas mãos. Essa parece ser uma resposta mais do que convincente para a pergunta.

* O repórter viaja a convite da Nissan