Vila Velha usa parceiros para ganhar credibilidade

“As marcas são maiores que nós”, diz presidente

“As marcas são maiores que nós”, diz presidente

Entre os participantes do Novo Basquete Brasil (NBB), o Vila Velha é o clube que reúne mais marcas no próprio nome. Enquanto outras equipes preferem se restringir a uma ou duas empresas, o Vila Velha/Garoto/BMG/UVV carrega consigo três companhias. O objetivo dessa escolha é gerar credibilidade à própria marca.

“Quando uma marca se associa a Corinthians ou Flamengo, elas são menores do que o clube, o que não é nosso caso”, argumenta o presidente do Vila Velha, Luiz Felipe Azevedo, à Máquina do Esporte.  “As marcas que se associam ao nosso time são consolidadas, maiores do que nós, então ajudam a firmar o nosso nome, a dar credibilidade ao projeto”.

Seguindo a visão do mandatário da equipe capixaba, a renovação dos patrocínios por longos períodos se torna essencial para cumprir a meta. Entre os parceiros, a Garoto está presente desde 2009, a prefeitura de Vila Velha e o governo do Espírito Santo colaboram desde 2008, a UVV faz aportes desde 2007 e o BMG iniciou a parceria em 2010.

Por essa razão, o clube está empenhado em renovar os acordos com Garoto e órgãos governamentais, com vencimento previsto para dezembro deste ano. Com BMG e UVV, os contratos firmados se estendem até julho de 2011. “Nós consolidamos o projeto por meio da participação de patrocinadores por períodos longos”, diz Azevedo.

O principal risco, entretanto, é permitir que as parcerias percam intensidade, e ações de marketing sejam feitas com menos frequência. Por esse motivo, o presidente, ex-jogador de basquete, tem trabalhado em atrativos para as partidas, como sonorização do ambiente, esquema de luzes na quadra, entre outras atividades típicas da NBA, liga norte-americana.