Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Visa aponta geração de US$ 45 milhões na Copa

Redação Publicado em 25/06/2010, às 10h01

Com um custo total que ultrapassa a casa de US$ 1,5 bilhão, a Copa do Mundo já foi responsável por uma injeção de US$ 45 milhões na economia da África do Sul. Esse é o resultado de um estudo realizado pela bandeira de cartões Visa, que patrocina o evento.

Segundo a companhia, os gastos de turistas na África do Sul no período que precedeu a Copa do Mundo e nas três primeiras semanas de competição superaram em 54% o que foi gerado em igual período do ano anterior. O país teve uma média diária de 45 mil transações com pagamento eletrônico nessa fase, movimentando US$ 128 milhões.

 “Os dados confirmam o que é possível verificarmos nas ruas e nos shoppings das nove cidades mais importantes. Os estrangeiros estão utilizando os cartões Visa para fazer suas compras nos 120 mil estabelecimentos que aceitam a marca na África do Sul", disse Michael Lynch, executivo responsável pelo gerenciamento de patrocínio da marca.

Outro dado interessante é que o valor gasto por turistas estrangeiros com cartões Visa na África do Sul entre 11 e 20 de junho cresceu 81% em comparação com esse período de 2009. Desse total, mais de 90% foi empregado em atividades de lazer.

“O patrocínio à Copa do Mundo na África do Sul está funcionando extremamente bem para a Visa, com atividades promocionais acontecendo em cem países, envolvendo 500 instituições e mercados”, completou Lynch.

A região que mais gastou com cartões Visa na África do Sul durante o período da Copa do Mundo foi o Reino Unido, seguido por Estados Unidos, Austrália, França e Brasil. 

Visa aponta geração de US$ 45 milhões na Copa

Com um custo total que ultrapassa a casa de US$ 1,5 bilhão, a Copa do Mundo já foi responsável por uma injeção de US$ 45 milhões na economia da África do Sul. Esse é o resultado de um estudo realizado pela bandeira de cartões Visa, que patrocina o evento.

Segundo a companhia, os gastos de turistas na África do Sul no período que precedeu a Copa do Mundo e nas três primeiras semanas de competição superaram em 54% o que foi gerado em igual período do ano anterior. O país teve uma média diária de 45 mil transações com pagamento eletrônico nessa fase, movimentando US$ 128 milhões.

 “Os dados confirmam o que é possível verificarmos nas ruas e nos shoppings das nove cidades mais importantes. Os estrangeiros estão utilizando os cartões Visa para fazer suas compras nos 120 mil estabelecimentos que aceitam a marca na África do Sul", disse Michael Lynch, executivo responsável pelo gerenciamento de patrocínio da marca.

Outro dado interessante é que o valor gasto por turistas estrangeiros com cartões Visa na África do Sul entre 11 e 20 de junho cresceu 81% em comparação com esse período de 2009. Desse total, mais de 90% foi empregado em atividades de lazer.

“O patrocínio à Copa do Mundo na África do Sul está funcionando extremamente bem para a Visa, com atividades promocionais acontecendo em cem países, envolvendo 500 instituições e mercados”, completou Lynch.

A região que mais gastou com cartões Visa na África do Sul durante o período da Copa do Mundo foi o Reino Unido, seguido por Estados Unidos, Austrália, França e Brasil.