Vitória cria leão "pré-adolescente" para diversificar público

Versão infantil será mantida, mas clube quer público pouco mais velho

Versão infantil será mantida, mas clube quer público pouco mais velho

Com o intuito de atingir novos públicos, o Vitória está ampliando o número de versões do mascote que criou em junho deste ano. Após desenvolver figura "forte", com feição mais séria, o clube baiano decidiu montar um leão "pré-adolescente".

O intuito é que esse novo mascote não seja somente infantil, algo que o departamento de marketing já vem evitando desde quando a imagem oficial era um leão "bebê" cunhado por Ziraldo, mas que consiga ter alcance entre pessoas que estão prestes a se tornar adolescentes.

"Quando mudamos de mascote neste ano, tínhamos a intenção de atingir as crianças", esclarece Álvaro Ribeiro, assessor de marketing da agremiação baiana. "Agora, queremos também um público um pouco mais velho, com um desenho que tem certa influência oriental, com cara de mau e esperto".

O design do novo leão juvenil já está pronto, e o Vitória está empenhado em conversar com fabricantes de produtos licenciados. Ainda não há data para que produtos desse novo animal sejam entregues às lojas, mas a expectativa é que tudo esteja resolvido em setembro.

A despeito de ter lançado a primeira versão do mascote em junho, o clube ainda não conseguiu viabilizar a chegada dele aos lojistas. Houve problemas na produção e na distribuição, então o novo planejamento prevê que ambos os leões sejam disponibilizados à torcida rubro-negra simultaneamente.

No novo site do Vitória, a ser lançado até o fim de agosto, haverá área dedicada às crianças. Tanto o primeiro leão, com caráter infantil, quanto o novo, "pré-adolescente", serão usados para atrair a atenção dessa faixa etária.