Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Notícia / Sustentabilidade

Vulcabras utilizará energia eólica em 100% da produção a partir de 2022

Para celebrar mudança, Olympikus lançou versão sustentável do tênis Corre 1

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 04/09/2021, às 11h30

Fábricas serão supridas por um dos maiores complexos de energia eólica do mundo, o Rio do Vento, no Rio Grande do Norte - Eduardo Biermann
Fábricas serão supridas por um dos maiores complexos de energia eólica do mundo, o Rio do Vento, no Rio Grande do Norte - Eduardo Biermann

A Vulcabras, atual gestora de três das principais marcas esportivas presentes no mercado brasileiro (Olympikus, Under Armour e Mizuno), anunciou, nesta sexta-feira (3), que usará apenas energia eólica, ou seja, 100% de energia limpa, em suas unidades fabris a partir de 2022. Localizadas em Itapetinga (BA) e em Horizonte (CE), as fábricas serão supridas por um dos maiores complexos de energia eólica do mundo, o Rio do Vento, no Rio Grande do Norte. Com operacionalização pela Casa dos Ventos, o complexo terá capacidade instalada total de 1.038 megawatts (MW).

O contrato entre a Vulcabras e a Casa dos Ventos foi fechado por R$ 150 milhões. A empresa de energia proverá a totalidade do consumo da Vulcabras, equivalente a 7 MW médio, por um período mínimo de 13 anos. O uso de energia limpa evitará o lançamento de 15 mil toneladas de gás carbônico (CO2) anualmente na atmosfera, o equivalente ao plantio de 67 mil árvores.

“Esse é um momento histórico na jornada da Vulcabras, que tem como um de seus valores o pensar no amanhã. A parceria com a Casa dos Ventos ratifica esse nosso valor, e mostra que a Vulcabras não só apenas se preocupa em ser sustentável, mas também em levar a todos os brasileiros o resultado disso”, destacou Pedro Bartelle, CEO da Vulcabras.

Para celebrar a mudança da companhia em prol do meio ambiente, foi lançada uma versão sustentável do melhor tênis para running já produzido pela Olympikus. Criado em 2018 e lançado pela primeira vez em 2019 após diversas pesquisas e estudos de tendência com especialistas em corrida, o Corre 1 foi desenvolvido por engenheiros, designers, mestres em biomecânica e atletas profissionais e amadores com foco em performance. A versão sustentável foi batizada como Corre 1 Eco.

Produzido com componentes reciclados e renováveis, o modelo conta com materiais como o EVA Verde, que é produzido a partir da cana-de-açúcar e está presente na sola e na palmilha do calçado. Além disso, o cabedal é feito com fios de poliéster reciclados a partir de garrafas plásticas e, no solado, há também borrachas especiais extraídas da seringueira.

Divulgação / Olympikus