Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Yankees fecham acordo de risco com TikTok nos EUA

Franquia do beisebol assina contrato de US$ 10 milhões com plataforma

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 13/08/2020, às 07h45 - Atualizado às 10h45

Imagem Yankees fecham acordo de risco com TikTok nos EUA

Alvo de ameaças de banimento do presidente Donald Trump nos Estados Unidos, a plataforma chiensa de vídeos TikTok assinou um contrato de patrocínio com o New York Yankees, time icônico da Major League Baseball (MLB).

Por US$ 10 milhões, o TikTok terá espaço de exposição de marca no Yankee Stadium, enquanto o time fará conteúdo exclusivo para a plataforma.

Com a exposição de marca dentro do Yankee Stadium, a ideia do TikTok é aproveitar a grande visibilidade que as partidas de beisebol tem tido nesse retorno da temporada. Por decisão das autoridades sanitárias de Nova York, os jogos do Yankees têm sido disputados com os portões fechados. O clube tem usado os assentos vazios no estádio para dar exposição aos patrocinadores, compensando o fim das ativações no local.

Acordo prevê dois anos de duração e exposição do TikTok no Yankee Stadium - Foto: Divulgação

O negócio foi fechado num momento bastante polêmico para a empresa chinesa nos EUA. Trumpo tem pressionado os chineses a venderem o negócio para a americana Microsoft. Rede social que mais cresceu durante a pandemia, o TikTok hoje é uma das principais plataformas para jovens entre 13 e 16 anos de idade. 

Fundada em 2018, a empresa passou a ter adesão em massa de entidades esportivas e atletas durante o período de lockdown na Europa, nos meses de março e abril, em que as pessoas ficaram fechadas dentro de suas casas. 

Fortalecido, o TikTok passou a ser alvo de uma investida da Microsoft, interessada no público que consome a plataforma. Trump ameaça banir o negócio dos EUA se a venda não for concretizada.

Isso fez com que o negócio entre Yankees e TikTok tivesse uma cláusula para mitigar qualquer problema em relação à decisão política. Caso a plataforma seja banida dos EUA, o acordo será encerrado sem qualquer pagamento de multa. Caso contrário, ele terá dois anos de validade.