Opinião

Ação boa é a que te força a refletir

por Redação - São Paulo (SP)
A
A

Estava saindo de casa para levar meus sobrinhos embora quando vi, da porta, um mancha no canto da tela da televisão, que passava um surpreendentemente agitado Palmeiras x Ceará. O primeiro tempo do jogo estava quase acabando e só deu tempo de pensar. "Vou ter de ver o que meu caçula aprontou para ter causado aquela mancha na tela".

Quando estava chegando em casa, esperando o elevador, vi os tuítes do Palmeiras sobre a estratégia que foi criada em parceria com a TNT para falar sobre o câncer de mama. Na hora, a lembrança da mancha na tela da TV foi praticamente um tapa na consciência de como temos de ficar alertas.

publicidade
Umbro lançou uniformes de clubes patrocinados na cor rosa e reverterá vendas a Femama - Foto: Divulgação
Umbro lançou uniformes de clubes patrocinados na cor rosa e reverterá vendas a Femama - Foto: Divulgação
publicidade

Nos últimos anos, o Outubro Rosa tem ajudado a ser um mês que traz alguma criatividade para o universo do futebol. Os clubes brasileiros perceberam que podem fazer sua parte para ajudar a discutir e combater o câncer. Mas as iniciativas geralmente são básicas. Com o público indo ao estádio, quase sempre passam por colocar mulheres que superaram o câncer perfiladas com os times, ou mexer com a cor de artefatos usados no futebol, como bola e camisa do time.

Todas as iniciativas são excelentes. Mas, quase nunca, elas te levam a refletir mais sobre o assunto e ir além no debate sobre a questão de como tratar o problema. Isso que mais chamou a atenção para a ação de Palmeiras e Turner.

A ideia é simples e envolve um mínimo de criatividade. Mas ela faz a diferença exatamente por ir direto no assunto. Parece algo banal, uma "mancha", um pequeno nódulo, mas que pode se tornar um problema maior no futuro.

publicidade

Outro ponto interessante a se considerar na iniciativa é o envolvimento de clube e mídia para ampliar o alcance da ideia. Num universo que quase sempre é marcado por uma simples relação mercantil, Palmeiras e Turner mostraram como pode ser potencializada a parceria para algo com propósito muito maior.

A boa ação de marketing geralmente é aquela que nos leva a refletir sobre um assunto. Ela não causa impacto apenas por ser chamativa. Pelo contrário. Pode ser algo quase imperceptível, mas que traz um enorme significado.

O esporte tem um enorme poder de engajamento e, mais do que isso, de transformação social. Falta, muitas vezes, coragem ao esporte brasileiro de assumir a condição de protagonista.

Criatividade, como se vê, não é problema.

publicidade

Dani Alves participa de ação e vende automóvel autografado no Mercado Livre