Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Opinião / Reginaldo Diniz

Opinião: Arena MRV trará novidades para o torcedor

Novo estádio do Atlético Mineiro será o mais tecnológico da América Latina

Reginaldo Diniz, especial para a Máquina do Esporte Publicado em 14/10/2021, às 09h11 - Atualizado às 09h15

Estádio será inaugurado em 2023 e poderá receber 46 mil pessoas (jogos de futebol) e 60 mil pessoas (shows e eventos) - Divulgação / Arena MRV
Estádio será inaugurado em 2023 e poderá receber 46 mil pessoas (jogos de futebol) e 60 mil pessoas (shows e eventos) - Divulgação / Arena MRV

Desde a confirmação do Brasil como sede da Copa do Mundo de 2014, os clubes nacionais têm investido pesado em construir ou reformar seus estádios, algo já comum na Europa e nos Estados Unidos. A nova iniciativa vem dando resultados positivos, pois, desde 2015, os campeões brasileiros foram times que jogaram em “arenas”: Corinthians (Neo Química Arena), Palmeiras (Allianz Parque) e Flamengo (Maracanã reformado), com duas conquistas cada.

Agora, a bola da vez é a Arena MRV, novo estádio do Atlético Mineiro, com capacidade para 46 mil torcedores e 60 mil fãs em shows e eventos. Mas o que há de tão especial nessa construção?

Prevista para ser inaugurada em 2023, a Arena MRV é considerada o estádio mais tecnológico da América Latina. A empresa responsável por essa característica será a Accenture, com o objetivo de potencializar a experiência do consumidor na compra de ingressos, estacionamento, acesso ao campo, consumo no match day e conectividade de forma geral, entre outras possibilidades.

Como a tecnologia é um campo em constante evolução, um dos desafios do clube é estar atento às melhores práticas do mercado e acompanhar a necessidade dos clientes. Isso é feito por meio de entrevistas com stakeholders, torcedores (pesquisa qualitativa com mil fãs) e produtores de eventos. Aqui, cabe ressaltar que a pandemia já vem nos treinando há quase dois anos para entrarmos em um mundo totalmente sem papel e contato com outras pessoas, em que tudo é feito por meio de um celular conectado à internet.

Além de servir de casa para o time receber apoio durante as partidas e gerar diversos tipos de receita, a ideia do Atlético para a Arena MRV é ser um meio de estreitar laços com o torcedor, tanto para quem vem aos jogos quanto para quem apenas visita como atração turística. A tecnologia será sempre o centro de todo o desenvolvimento, dando ao clube mineiro o status de detentor do estádio mais tecnológico da América Latina.

E seu time do coração, como anda nesse quesito? Há alguma previsão para modernizar suas instalações esportivas?

Até a próxima!

Reginaldo Diniz é cofundador e CEO do Grupo End to End e escreve mensalmente na Máquina do Esporte