Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Opinião / Parceria

Opinião: Fortnite mostra o poder que tem o futebol

Erich Beting Publicado em 20/01/2021, às 10h57

Imagem Opinião: Fortnite mostra o poder que tem o futebol
Os skins com a marca do Santos FC dentro do game Fortnite, da Epic Games
Divulgação

A ação da Epic Games com os clubes de futebol e Pelé para integrar o universo real da bola com o game Fortnite, um dos maiores sucessos entre as crianças na atualidade, mostra o poder que existe no futebol.

Foi a Epic Games quem decidiu selecionar 23 clubes em mercados-chave para ela para montar uma estratégia de aproximação do torcedor com o game. No release em que anunciou a parceria, a empresa ressaltou que o futebol tem 4 bilhões de fãs pelo mundo.

Por enquanto os universos do esporte e do e-Sports têm se aproximado em ações pontuais, sem ainda entenderem direito o que cada um pode agregar ao outro. Por aqui, os clubes de futebol têm se apoiado em projetos efêmeros de e-Sports como uma plataforma para não se distanciarem dos mais jovens.

E é exatamente isso que mostra essa associação entre Fortnite e futebol. Mais do que um canibalizar o outro, a junção entre os dois universos fará com que o engajamento do fã com o esporte e o e-Sports torne-se cada vez maior.

O ponto, porém, é que o futebol consegue estar numa esfera superior em qualquer debate. A discussão crescente sobre a entrada do e-Sports para o Movimento Olímpico faz total sentido para os dois lados. Para o mundo dos games, é a chancela que falta para que o “brinquedo dos filhos” se torne algo massificado. Para o COI e as Olimpíadas, é mais uma forma de rejuvenescer um produto que só conversa com o fã a cada quatro anos.

No futebol, porém, a coisa é diferente. Com eventos duas vezes por semana e um alcance brutal em praticamente todo o mundo, o que o e-Sports pode agregar é muito mais um novo jeito de se comunicar com os mais jovens do que propriamente uma tábua de salvação para a modalidade.

Na prática, o torcedor vai se relacionar com o futebol em algum momento da sua vida. Ao levar o universo dos times para os games, o que os clubes fazem é criar essa associação mais precocemente e, dessa forma, talvez conseguir arrebatar, para si, torcedores que estariam em outros times.

No final das contas, a força do futebol é muito maior do que até mesmo quem trabalha nele imagina. E a maior prova disso é que um dos games de maior sucesso da atualidade foi em busca de uma parceria com times espalhados no mundo todo para ampliar dar mais força à marca.