Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Opinião / André Stepan

Opinião: Nada cringe! Como o Paulistão alcançou um desempenho espetacular no digital

Saiba como, no ano em que completou 120 anos, torneio inovou e teve enorme sucesso no digital

André Stepan, especial para a Máquina do Esporte Publicado em 28/04/2022, às 09h27 - Atualizado às 09h29

Paulistão de 2022 teve transmissão multiplataforma e um enorme trabalho de gestão das redes sociais - Divulgação / FPF
Paulistão de 2022 teve transmissão multiplataforma e um enorme trabalho de gestão das redes sociais - Divulgação / FPF

No ano em que completou 120 anos de história, o Paulistão se mostrou mais atual do que nunca. Tão empolgante como as finais da competição, que foi disputada até o começo deste mês de abril, também foram as inovações apresentadas na área de digital pelo torneio estadual mais badalado do país.

De marcas mundiais alcançadas nas transmissões ao vivo no YouTube ao lançamento de NFTs em tempo real; da integração do Sicredi (title sponsor do torneio) em todas as plataformas ao led reativo após os gols; das métricas conquistadas em todas as plataformas durante a competição ao formato multitela. Definitivamente, o Paulistão foi um imenso sucesso na área digital.

“Diante de um novo modelo de distribuição multiplataforma, com novas mídias, a centralização da produção das transmissões e as propriedades comerciais integradas, decidimos seguir o caminho de trazer inovação e tecnologia para o Paulistão Sicredi como marcas da competição. Aliar a tradição do campeonato que completou 120 anos em 2022 à modernidade”, disse Bernardo Itri, vice-presidente executivo de comunicação e marketing da Federação Paulista de Futebol (FPF).

“Produzir as transmissões com qualidade para todos os parceiros, atendendo às demandas de cada plataforma e com inovação, era um ponto fundamental. Multitela, estatísticas em tempo real, câmeras e ângulos diferentes. No digital, não foi diferente. Um time brilhante da FPF e da LiveMode alavancou todo o conteúdo digital, explorando a conexão do campeonato e dos clubes com os torcedores, inovando nas entregas para as marcas parceiras”, continuou Bernardo.

Entre as conquistas mais expressivas do Paulistão 2022 na área digital está, sem dúvida, a audiência no YouTube. Durante o mês de março, o canal do torneio se tornou o maior, em número de visualizações, entre todas as competições do mundo (87 milhões). Além da marca mundial, o número de inscritos saltou de 100 mil para 2,27 milhões em três meses, com um pico de 2,9 milhões de acessos simultâneos em Palmeiras x Corinthians, válido ainda pela primeira fase do campeonato.

“Tínhamos alguns desafios iniciais. Antes do início do ano, o canal do Paulistão não era relevante dentro do YouTube. Teríamos que gerar muito bem as transmissões e produzir uma série de conteúdos que suportassem o canal, garantindo engajamento e aumentando a relevância do canal. Comunicar e levar o público a um ambiente onde ele não está acostumado a consumir futebol ao vivo era outro passo fundamental. E ressaltaria também a geração de uma transmissão com a linguagem adequada à plataforma”, prosseguiu o executivo.

Além do YouTube, o Paulistão também atingiu métricas sensacionais nas demais plataformas. No Facebook, foram 120 milhões de impressões e quase 900 mil interações; no Twitter, foram mais de 20 milhões de impressões; no Instagram, o crescimento foi de mais de 40% em quantidade de seguidores, com 142,5 milhões de impressões e 23 milhões de interações; e no TikTok, alcançou-se um total de 13,5 milhões de visualizações.

Além de comemorar as métricas, agora o trabalho das equipes de comunicação e marketing da Federação Paulista de Futebol apontará principalmente para o Paulistão Feminino, que será disputado a partir de agosto.

“Estamos trabalhando para construir o Paulistão Feminino com o mesmo perfil inovador do masculino, respeitando as características de cada competição. O campeonato terá transmissão e distribuição novas, conteúdos especiais e mais novidades que serão anunciadas até lá”, finalizou Bernardo.

André Stepan é jornalista, pós-graduado em marketing esportivo, especialista em comunicação e conteúdo digital, e escreve mensalmente na Máquina do Esporte