Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Opinião / Retomada

Opinião: Torcedor não é ouvido sobre a volta do público aos estádios

Protagonistas dos estádios, torcedores tinham que ser protagonistas também do processo de retomada

Rômulo Macedo, especial para a Máquina do Esporte Publicado em 10/09/2021, às 06h45

Em meio a discussões em todas as esferas, o único que não é consultado é o torcedor - Reprodução
Em meio a discussões em todas as esferas, o único que não é consultado é o torcedor - Reprodução

Aos poucos, prefeituras, governos e entidades esportivas vão criando seus protocolos e sinalizam com a volta do público aos estádios. Por sua vez, os clubes não se entendem, partem para o confronto e ameaçam parar os campeonatos se a volta não for para todos ao mesmo tempo.  

Os clubes discutem, brigam e vão acabar se acertando, mas deixam de lado o principal motivo de toda essa briga e debate: o torcedor. Você, leitor, amante de esporte, alguma vez foi consultado, ou conhece alguém que foi, sobre a sua volta aos estádios, ginásios e qualquer equipamento esportivo?

Você voltaria a frequentar os jogos do seu time? Se sim, de que maneira? Consultas básicas ou mesmo enquetes nas redes sociais são inexistentes nesse momento tão importante.

Os equipamentos esportivos serão reabertos para quem? Jogadores e dirigentes? Claro que não, eles já estão frequentando os jogos desde junho de 2020. Quem está de fora somos nós, consumidores de esporte, carinhosamente chamados de torcedores.

Mais uma vez sentam-se à mesa dirigentes esportivos, políticos, autoridades públicas, etc., e nós, torcedores, não somos chamados para o debate, ou melhor, não somos sequer consultados. Ficamos novamente com a sensação de que estamos dentro de um barco à deriva, rezando para a maré acalmar e nos levar de volta em segurança para o nosso destino.

O diálogo franco, transparente e honesto com a base de torcedores se faz ainda mais necessário nesse momento de volta. Mais do que abrir um canal para construir conjuntamente essa volta da maneira mais segura e atraente possível, a conversa próxima com seu aficionado é uma demonstração de respeito, importância, carinho e empatia.

Um trabalho que nos tem dado muito orgulho, na Fan Experience 360, é justamente a concepção de ferramentas que são fontes de consulta e diálogo constante entre o clube e o seu torcedor. Nós acreditamos que só a paixão e a demanda reprimida não serão suficientes para lotar os estádios nesse momento de desconfiança e crise financeira.

Romulo Macedo é sócio-fundador da Fan Experience 360 e escreve mensalmente na Máquina do Esporte