Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Opinião / Opinião

Por Diego, Messi se viu acima do Barça

Erich Beting Publicado em 01/12/2020, às 09h58

Imagem Por Diego, Messi se viu acima do Barça

É muito, mas muito impopular essa opinião. Os amantes do futebol não vão compreendê-la. Nas redes sociais, as pedras serão lançadas. Até por conta disso confesso que levei uns três dias pensando se valeria a pena externá-la. Apesar de também ter sido tocado pela belíssima homenagem que Lionel Messi rendeu a Diego Maradona, não dá para ignorar o contexto que envolve a atitude tomada pelo atual camisa 10 do Barcelona.


E, por conta disso, digo que Messi pisou na bola ao homenagear Dieguito.


Não pela homenagem em si, que foi brilhante. Mas pelo fato de, ao tirar a camisa do Barcelona e ficar só com a do Newell's, Messi feriu diretamente seu clube ao jogar fora o principal parceiro comercial do Barcelona.

Messi poderia estar com uma camisa do Newell's sem nenhuma marca de patrocinadores. Sim, é claro que temos ainda mais simbologia e coerência quando a camisa usada é original. Só que a 10 do Newell's ostentava o logo da Adidas no lugar do material esportivo e da Yamaha como patrocinador máster. E, hoje,

as duas marcas não estão no Barça.


Pior ainda. A Adidas é a maior parceira de Messi e tem na Nike, maior parceira do Barcelona, a sua maior concorrente. O 10 argentino, aliás, foi alvo de disputa na Justiça entre as duas empresas quando resolveu, aos 18 anos de idade, trocar a marca americana pela alemã.

Soma-se a esse contexto comercial outro, de cunho político. Messi se opôs e derrubou o último presidente do Barcelona. Na queda de braço, saiu-se vitorioso ao ver Josep Maria Bartomeu ser defenestrado após o antigo dirigente quase ver seu maior astro deixar o clube sem pagar multa rescisória.


Se fosse na gestão de Bartomeu, Messi provocaria uma catástrofe com a atitude de colocar seu patrocinador pessoal à frente do patrocinador do clube. 


E é exatamente aí que está o erro do argentino. Por mais que fosse justa e bela a homenagem, Messi não precisava ter desrespeitado os símbolos - e os negócios - do Barcelona. Bastava celebrar igual Diego. Ou tapar a marca dos patrocinadores da camisa do Newell's. Diego e Messi são enormes. Mas ambos devem parte do tamanho que foram, também, por defenderem o Barça. 


Com seus gestos, Messi se colocou e colocou Maradona acima do clube que ambos defenderam. Uma atitude bonita, mas errada. Messi honra Maradona com lances que só os dois conseguiram fazer até hoje. E isso já é lindo!