Após novo acordo com NFL, Amazon aumenta taxa do Prime Video em 17%

A Amazon aumentará o custo de assinatura do Prime Video nos Estados Unidos em 17%. Ao anunciar seu balanço financeiro de final de ano, a empresa confirmou que a taxa mensal do serviço de streaming subirá de US$ 12,99 para US$ 14,99. Já a assinatura anual saltará de US$ 119 para US$ 139.

O aumento da assinatura do Prime Video afetará cerca de 200 milhões de clientes nos Estados Unidos. Para o assinante brasileiro, porém, uma boa notícia: não foi anunciado plano de aumentar essas taxas em outros países.

A mudança de preços acontece após a assinatura de um novo acordo com a NFL. Anteriormente, a empresa pagava US$ 75 milhões por temporada para transmitir jogos da liga de futebol americano. Mas pelo novo contrato desembolsará até US$ 1,3 bilhão por ano.

Este será o primeiro ano do acordo, com validade para 11 temporadas. O contrato prevê exclusividade da Amazon na transmissão dos jogos da NFL nas quintas-feiras à noite, evento conhecido no mercado americano como “Thursday Night Football“.

A Amazon também apontou que está com custos de envio mais altos e enfrenta problemas na cadeia de suprimentos. Além disso, cresceram as despesas com pessoal devido à escassez de mão de obra.

Apesar dessas questões, a gigante da tecnologia divulgou que, em 2021, obteve lucro líquido de US$ 33,4 bilhões, com um aumento de mais de 50% em relação ao ano anterior. As vendas anuais foram de US$ 469 bilhões, gerando um acréscimo de 22% na receita anual e 9% no último trimestre do ano.

As despesas com tecnologia e conteúdo em 2021, que incluem o pagamento de direitos de transmissão, foram de mais de US$ 56 bilhões.