Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Patrocínio

Audi e seleção brasileira paralímpica de vôlei apresentam novos uniformes

Montadora estampa marca na camisa, backdrops e placas publicitárias durante jogos da seleção

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 28/04/2022, às 15h17 - Atualizado às 15h19

Novo uniforme da seleção paralímpica de vôlei foi apresentado em evento em São Paulo - Divulgação / Audi
Novo uniforme da seleção paralímpica de vôlei foi apresentado em evento em São Paulo - Divulgação / Audi

A Audi do Brasile as seleções brasileiras feminina e masculina de vôlei paralímpico apresentaram o uniforme que será utilizado durante o ciclo até Paris 2024. O evento aconteceu ao lado do Centro Paralímpico, em São Paulo, principal local de treinamento da equipe nacional.

O apoio da montadora para a Confederação Brasileira de Voleibol para Deficientes (CBVD) foi oficializado em dezembro do ano passado e contempla a cessão de um Audi Q5 adaptado para uso dos atletas e da confederação.

“A Audi tem direcionado todos os seus esforços para apoiar projetos que estejam em linha com os objetivos da marca, e estar ao lado dos atletas vencedores da seleção brasileira de voleibol para deficientes é bastante representativo para nós”, destacou Rainer Maas, diretor executivo e CFO da Audi do Brasil.

“Esse patrocínio não é motivado por interesses comerciais, mas, sim, um projeto feito com nossos corações. Tenho certeza de que será mais um brilhante ciclo paralímpico, e que, além do apoio ao esporte, possamos levantar as bandeiras de inclusão e conscientização para um trânsito mais seguro com nossos atletas”, acrescentou o executivo.

Além das camisas, as seleções terão o tradicional logotipo das quatro argolas da montadora alemã estampado nos uniformes oficiais e em outros materiais como bonés, backdrops e placas publicitárias durante os jogos. Além disso, o apoio contempla também os direitos de imagens das atletas da seleção feminina para futuras campanhas e ações da empresa.

“A Audi tem demonstrado, através de ações concretas, a importância de investir em projetos que reforçam o objetivo de oferecer segurança e melhorar a qualidade de vida, e a chegada da empresa nos auxiliará na busca pelos nossos objetivos”, afirmou Ângelo Alves Neto, presidente da CBVD.

A seleção feminina estará em São Paulo até o dia 1° de maio para uma série de treinamentos no Centro Paralímpico. Um total de 14 atletas foram convocadas para os treinos junto à seleção de base. A equipe participará de seu primeiro desafio internacional neste ano na Holanda, onde enfrentará as melhores seleções do mundo.

Será um período de preparação para o Mundial que acontecerá na Bósnia e Herzegovina, em setembro, torneio que vale vaga na Paralimpíada de Paris 2024. O time feminino conquistou duas medalhas de bronze seguidas nas Paralimpíadas do Rio de Janeiro 2016 e de Tóquio 2020. A equipe também foi quinta colocada em Londres 2012.

Já a seleção masculina tem melhorado seu resultado a cada ciclo: terminou em quinto em Londres 2012 e depois ficou próxima de subir ao pódio paralímpico, com o quarto lugar no Rio de Janeiro e em Tóquio.