Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Fisioculturismo

Casa dos Campeões, reality show da Max Titanium, fecha com Frescatto

Redação Publicado em 29/03/2021, às 10h05

Imagem Casa dos Campeões, reality show da Max Titanium, fecha com Frescatto

“Um estilo de vida mais saudável, aliado à prática de atividades físicas, fazem parte do DNA da Frescatto. A parceria com a Max através da Casa dos Campeões é uma grande oportunidade de levar essa mensagem para um público ainda maior”, diz Cátia Monteiro, Gerente de Marketing da Frescatto.

Para Mariane Morelli, sócia-diretora do Grupo Supley, detentora da marca Max Titanium, o acordo com um patrocinador para o projeto mostra que a empresa está no caminho correto, “com uma estratégia de conteúdo cada vez menos interruptivo capaz de entreter, educar e engajar os fãs”.

A Casa dos Campeões já havia fechado com a Testfy, empresa que investiu mais de R$ 200 mil em exames como Covid, genética e hipersensibilidade alimentar para os atletas da Casa. Tal parceria continuará na nova temporada do projeto, que deve começar em abril.

A marca de pescados Frescatto, que já foi patrocinadora do Fluminense, decidiu voltar a investir em esporte.
Crédito: Divulgação

A marca de pescados Frescatto, que já foi patrocinadora do Fluminense, decidiu voltar a investir em esporte. Dessa vez, porém, o patrocínio da marca foi direcionado para a nova temporada da “Casa dos Campeões”, programa promovido pela marca de suplementos Max Titanium.

Com investimentos que ultrapassam R$ 3,5 milhões, a empresa e o fisiculturista Renato Cariani montaram uma casa em que 14 atletas são selecionados para passar pelo projeto voltado para o fisiculturismo. A rotina de treinamentos e a disputa de competições são transmitidas por meios dos canais da Max Titanium nas redes sociais.

Nas duas últimas edições (no segundo semestre de 2020 e começo de 2021), a Casa dos Campeões já totalizou mais de 43 milhões de visualizações no canal da empresa no YouTube, com cerca de 6,8 milhões de horas assistidas.

A Frescatto usará a alta audiência do programa para estimular o público a consumir a proteína de peixe. Tanto que a empresa usará a marca Porto Frescatto, que possui e-commerce, para as ações dentro da casa. A ideia é que isso amplie as vendas para as cidades de Rio de Janeiro e São Paulo.